Dom Sergio – 6º DOMINGO DO TEMPO COMUM – 16.02.20

A PALAVRA DO PASTOR

+ Dom Sergio da Rocha

Cardeal Arcebispo de Brasília

O CAMINHO DA SABEDORIA E DA VIDA

            Segundo o Livro do Eclesiástico, o homem tem diante de si dois caminhos: o bem e o mal, a vida e a morte. Com a sabedoria de Deus, é chamado a escolher a vida, pois o Senhor “não mandou a ninguém agir como ímpio e a ninguém deu licença para pecar” (Eclo 15,19).      São Paulo afirma que tal sabedoria “não é deste mundo”, mas vem de Deus. Ele anuncia a “sabedoria de Deus”, recordando-nos que aquilo que Deus preparou para nós vai muito além do que possamos ver, ouvir ou imaginar (1Cor 2,6-10).

O Evangelho nos mostra a sabedoria de Deus, Jesus Cristo, ensinando-nos a trilhar o caminho da vida. No “Sermão da Montanha”, narrado por Mateus, Jesus dá a nova Lei ao novo povo de Deus, assim como outrora Moisés subiu o monte Sinai para dar a Lei ao povo da Antiga Aliança. Contudo, logo no início do texto proclamado, Jesus esclarece que não veio para “abolir a Lei e os Profetas”, mas sim para dar-lhes pleno cumprimento (Mt 5,17).

Jesus ensina o verdadeiro sentido da Lei, que estava sendo esquecido, tornando-a muito mais exigente, conforme os quatro exemplos que são apresentados na passagem proclamada hoje: 1º) a respeito do homicídio, Jesus vai muito além do simplesmente “não matar”, excluindo qualquer tipo de dano ao irmão; 2º) sobre o adultério, ele ultrapassa a letra da lei advertindo sobre a raiz deste pecado, que está no coração do homem; 3º) quanto ao divórcio, Jesus recusa a prática então em vigor, recordando, numa outra passagem, que o Criador fez o homem e a mulher para se unirem numa só carne, não devendo o homem separar o que Deus uniu (cf. Mt 19,3-9); 4º) o último exemplo se refere aos juramentos; ao invés deles, Jesus afirma a importância da sinceridade e da verdade, ao propor que “seja o vosso sim: “Sim” e o vosso não: “Não”. Este modo mais exigente e fiel de compreender e viver a Lei deverá nortear a vida dos discípulos de Cristo, como caminho de vida e de verdadeira liberdade a ser trilhado pelo novo povo de Deus.

Em resposta à Palavra de Deus, seja sempre maior o nosso empenho em progredir na acolhida e vivência da sabedoria divina. Com o Salmo 118, nós reconhecemos que é “feliz o homem sem pecado em seu caminho, que na lei do Senhor Deus vai progredindo”! É feliz quem anda na nova Lei do Senhor! Por isso, procure ler e meditar, de modo especial, o Evangelho segundo Mateus, que está sendo proclamado nos Domingos do Tempo Comum, deste Ano Litúrgico, procurando discernir os passos que Deus espera de nós no caminho da sabedoria e da vida.

 

2020-01-27T10:48:56-03:0027/01/2020|