17 anos sem dom Newton: Memória de primeiro arcebispo é lembrada pela Igreja de Brasília

Igreja de Brasília convida a todos os fieis a rezarem, neste domingo, pela alma do 1º Arcebispo da Arquidiocese Metropolitana de Brasília, dom Newton Almeida Baptista, que foi chamado ao descanso eterno no dia 11 de novembro de 2011, há exatamente 17 anos.

Nascido em 16 de outubro de 1904, na cidade de Niterói, no Rio de Janeiro, dom Newton entrou para Seminário Menor de São Paulo por volta dos 18 anos, onde iniciou os estudos em filosofia e teologia, completando essas formações em Roma, na Universidade Gregoriana.

Foi ordenado Sacerdote em Roma, em 28 de outubro de 1928, e ordenado bispo em 03 de setembro de 1944, com o lema: “Adveniat Regnum Tuum”, “Venha a Nós o Vosso Reino”, pouco depois de ser eleito Bispo Diocesano de Uruguaiana, em Minas Gerais.

Transcorridos dez anos, foi nomeado arcebispo metropolitano de Diamantina, também em Minas Gerais.

Em 1960, dom Newton foi nomeado o primeiro arcebispo metropolitano da Arquidiocese de Brasília. O novo arcebispo tomou posse na durante a cerimônia de instalação da Arquidiocese da Capital Federal, realizada em 21 de abril de 1960.

O arcebispo ficou a frente de nossa Arquidiocese por 24 anos, mais precisamente até o dia 14 de fevereiro de 1984.

Nesse meio tempo, ao atingir 75 anos, em 1979, como estabelece o decreto pontifício, dom Newton colocou seu cargo à disposição da Santa Sé, sendo sucedido pelo cardeal dom José Freire Falcão, hoje arcebispo emérito de Brasília.

Durante o período que conduziu a Igreja da Capital Federal, dom Newton criou paróquias, fundou seminários e realizou o VII Congresso Eucarístico nacional, em 1970.

Foi ainda o primeiro arcebispo do Ordinariado Militar, atuando de 1963 a 1990.

Dom Newton Almeida Baptista faleceu aos 97 anos em Brasília e seu corpo está sepultado na cripta da Catedral Metropolitana N. Sra. Aparecida.

 

Por Gislene Ribeiro

2018-11-11T06:00:39-02:0011/11/2018|