A Arquidiocese de Brasília se despede do Pe. Cássio Augusto

A Arquidiocese de Brasília se despede do Pe. Cássio Augusto. A santa missa de exequial ocorreu agora pela manhã (17/8), na paróquia Cristo Redentor – QNL, às 8h30.  O local foi escolhido por melhor atender as medidas de segurança na prevenção ao COVID-19.

Estiveram presentes na missa de corpo presente o Pe. Cassio Dalpiaz (celebrante); Diác. Antônio Dalvimar; Diác. Valney; Frei Airton Guedes (GO); Pe. Rodrigo(GO),  João Gabriel – Seminarista; Pe. Cléber;  Pe. Fausto;  Pe. Gean; Pe. João Batista; Pe. João Inácio; Pe. Jonathan; Pe. Luciano; Pe. Marcelo Vitorino; Pe. Marcial; Pe. Miguel Torres; Pe. EvertonVieira; amigos; paroquianos e familiares para prestar as últimas homenagens a este padre tão querido e zeloso.

Pe. Cassio iniciou a celebração lendo uma carta enviada por Dom José Aparecido, Administrador Diocesano da Arquidiocese de Brasília, ao qual dizia: “A igreja de Brasília, ao qual se uniu a querida igreja de Goiânia, com grande afeto lamenta a partida do Pe. Cássio, com maior esperança, confia na sua chagada a Presença do Senhor para a Liturgia celeste”.

Clique aqui para ler a carta na íntegra.

Em sua homilia, Pe. Cassio Dalpiaz expressou sua gratidão por tê-lo como amigo sincero contou que “Pe. Cássio foi um dos poucos amigos que esteve em minha casa na França […] este homem que tinha a capacidade de mover-se, de ir ao encontro de seus amigos, simplesmente para estar conosco”.

Ainda em sua homilia, o Pe. Cassio salienta que diante as dificuldades “olhai aos céus irmãos porque é para lá que o Senhor nos chama, e se desanimamos, bendito seja Deus que não estamos sós.”

Aos que não puderam estar presentes, a missa foi transmitida pelas redes sociais da paróquia Nossa Senhora da Assunção e Cristo Redentor.

 

Ao final da celebração, a Pascom da Paroquia Nossa Senhora da Assunção – Ceilândia exibiu um vídeo prestando uma última homenagem ao seu pároco.

Padre Cássio estava internado desde o dia 18 de julho e veio a falecer no último dia 15/8 por . Ele já vinha lutando com a insuficiência renal (doença hereditária), ao qual estava iniciando o tratamento com diálise.

Após a missa, o corpo de Pe. Cássio Augusto foi levado para o cemitério  Campo da Esperança – Plano Piloto, onde foi sepultado às 11h30.

 

Leia também:

2020-08-18T13:17:44-03:0017/08/2020|