A Via Dolorosa

Semana Santa se aproxima, finda a Quaresma, um tempo forte na vida da Igreja e dos cristãos.

Uma Semana Santa diferente será celebrada no Brasil e no Mundo, uma semana; uns meses; um tempo que ficará marcado na história. Um fato histórico que será lembrado e estudado no futuro. Uma pandemia, causada pelo Coronavírus (Covid 19).

Sob orientação dos órgãos competentes de saúde seguimos em isolamento social, para nosso bem, da nossa família e da sociedade. Porém não isolados da Cruz, da Comunhão espiritual e da unidade com a Mãe Igreja.  Somos chamados a viver nossa fé em casa, no trabalho (os que estão em serviços essenciais).

Chamados a “Ver, Sentir Compaixão e Cuidar do Outro”. Com alegria, fé e coragem!

Domingo de Ramos cantemos!

Hosana hei hosana ha

Hosana hei hosana hei

Hosana ha

Quinta-feira Santa, lavamos os pés dos membros da nossa família, de forma simbólica, em um gesto de perdão, carinho ou atenção, partilhando o pão que Deus nos dá a cada dia, porém sem esquecer os necessitados de nossa comunidade (doando uma cesta para os Vicentinos da paróquia).

Sexta-feira Santa, o beijo será em nossa pequena Cruz, aquela que cada um tem em sua casa para lembrar que por ela meu pecado foi remido.

Eis o lenho da cruz

do qual pendeu a salvação do mundo.

Sábado Santo, a Grande Vigília, esperança e preparação para a PÁSCOA!

Domingo da Ressurreição, fim da Via Crucis, Aleluia!

Cristo ressuscitou, aleluia!

Venceu a morte com amor!

Aleluia!

Na certeza da Vitória sobre todos os males

Viva Cristo Ressuscitado!

Por Cleides Batista
Pascom – Paróquia Santa Teresinha Taguatinga