A vida faz-se história

Minha mãe era muito ativa na igreja. Representante da Rádio Nova Aliança, estava presente em vários encontros em Brasília. Ela, era querida por todos e me recordo de suas palavras acolhedoras aos amigos. Sempre foi muito boa em contar histórias, e na sua simplicidade, narrava as maravilhas de uma verdadeira conversão. Cresci ouvindo histórias de pessoas que tinham suas vidas impactadas com a programação da Rádio.

Hoje, adulta, sigo os passos de minha mãe na evangelização com muito amor no coração e tenho contado boas histórias para meus filhos de uma igreja viva e ativa.

Este ano de 2020 tem sido desafiador. Muito sofrimento, insegurança e medo diante a essa pandemia. Mas, quando recordo das histórias de minha mãe, vejo o quão sou responsável por semear esperança não só em meu lar, mas em todos os lugares que vou.

Estou aprendendo na prática que não há domingo de páscoa sem uma sexta-feira da Paixão. E mesmo que a esperança parece inalcançável, precisamos tecer boas histórias.

Assim nos fala Papa Francisco em sua mensagem para o 54 º dia Mundial das Comunicações Sociais: “Para que possas contar e fixar na memória (Ex 10,2). A vida faz-se história”. O texto nos faz lembrar de que precisamos fazer uma pausa e enxergar que “em cada grande história, entra em jogo a nossa história. Enquanto lemos a Escritura, as histórias dos Santos, e outros textos que souberam ler a alma do homem e trazer a luz a sua beleza, o Espírito Santo fica livre para escrever no nosso coração, renovando em nós a memória do amor que nos criou e nos salvou, quando colocamos amor nas nossas histórias diárias, quando tecemos de misericórdia as tramas dos nossos dias, nesses momentos estamos a mudar de página. ”

Com profunda sabedoria, Papa Francisco compara com o ato de tear. As palavras são pontes para as histórias que geram verdadeiras conexões. Mergulhados nessas histórias, possamos voltar a encontrar razões para enfrentar os desafios da vida.

Contei a minha. Qual é a sua história? Que memória pode te trazer forças hoje e lhe renovar a esperança? Agora é a sua vez!

 

Pollianna Carla

Vice Coordenadora Pascom Brasília

2020-05-23T21:35:56+00:0023/05/2020|