A VOCAÇÃO DE SER JOVEM

Jovem, caro amigo, como você bem sabe, a sua vocação de ser jovem se
desenvolve ao mesmo tempo em que você realiza a busca do sentido da sua vida e a
constante procura de respostas sobre o que fazer no futuro. Você já percebeu que esses
nossos tempos modernos são marcados pela velocidade das informações, pela
obscuridade intelectual e, em muitos casos, pelo abandono da fé.
Estamos vivendo na era da provisoriedade das relações, caracterizada pelas
emoções passageiras e pela crise das instituições. Contudo, mesmo perante tantos sinais
de orgulho e de egolatria, é necessário que você saiba cumprir sua vocação de ser
jovem, demonstrando ao mundo que é próprio da vocação dos jovens um testemunho
coerente do amor de Deus, guiado pela luz da Boa Nova de Cristo.
Diletos jovens, estejam certos de que as grandes aspirações que se refletem em
suas palavras e em seus corações estão bem próximas daquilo que entendemos por
vocação. A sua vocação se realiza quando, sem reservas, você se predispõe a servir ao
Reino de Deus e ao próximo! A sua vocação juvenil se concretiza quando você não
impõe medidas nem limites à sua capacidade de exercer atos caritativos em prol do
outro! A sua vocação de ser jovem se cumpre integralmente quando, em união com o
Cristo, você brada aos seus companheiros de juventude que “a verdade é que as coisas
finitas podem dar centelhas de alegria, mas somente o infinito pode encher o coração!”
(Discurso do Papa Bento XVI aos jovens em Assis, em 17 de junho de 2007).
Com o coração repleto da presença de Deus, saiba utilizar sua alegria, sua
juventude, seus ideais e os seus talentos para alcançar outros jovens para a missão de
servir à única Igreja fundada por Jesus Cristo. Diga aos outros jovens, com renovada
esperança: Amigos de juventude, “renovai o vosso Espírito e a vossa mentalidade!
Revesti o homem novo, criado à imagem de Deus, em verdadeira justiça e santidade!”
(Ef 4, 23-24).
Jovem, você é convocado pelo próprio Cristo a expressar a alegria do Evangelho
e, por isso, é chegada a hora em que os jovens santos devem anunciar e testemunhar a
primazia do ser humano sobre as coisas, ou seja, hoje é o tempo oportuno para se
levantar a voz contra o aborto, contra as drogas, contra todas as formas de corrupção e
contra todos os atos de desamor!
É chegada a hora em que se torna imperioso o exemplo, a doação e a entrega dos
jovens que foram redimidos pelo nosso Salvador! Ouça no fundo de sua alma que o
Senhor o chama a uma vocação. Alguns de vocês são chamados ao sacerdócio, ou à
vida religiosa; a muitos outros, o Senhor chama para a vida matrimonial.
Independentemente de que sejam casados ou solteiros, todos vocês são chamados a
corresponder ao Amor que precisa ser amado.
Sim, caros jovens, vocês são chamados a corresponder ao Amor e a assumir uma
postura digna de um filho de Deus! Quem assume o caráter de filho de Deus que
provém de seu batismo, bem cedo percebe que se faz necessário romper com tudo
aquilo que leva à exploração de outro ser humano. Um filho de Deus sabe que seu
namoro deve ser também expressão de um crescimento na fé e na santidade e, por isso,

“ficar” ou algo semelhante, não é um vocábulo e nem uma atitude que pode existir em
um jovem cristão.
Jovem cristão, não tenha medo de ser um discípulo de Jesus Cristo! Jovem
cristão, viva a vocação de ser jovem sem o receio de que os outros irão afirmar que você
não é moderno, você não é atualizado. Entenda: Quando se refere à experiência do
pecado, estar desatualizado é uma graça, um dom que alcançamos quando estamos
unidos ao Espírito de Deus! No bom combate contra o pecado e o mal não deixe de
bradar aos seus companheiros de juventude que estão afastados de Deus e da Igreja:
“Volta, Israel, para o Senhor, teu Deus, porque estavas caído em teu pecado”. (Os 14,2).
Amigo jovem, antes de concluir, eu quero lhe dizer: ouça os ensinamentos do
nosso amado São João Paulo II, que lhe diz: “Sede sempre jovens cristãos, verdadeiras
testemunhas da doutrina de Cristo. Mais ainda: Sede portadores de Cristo nesta
sociedade perturbada, necessitada d’Ele hoje mais do que nunca. Anunciai a todos com
a vossa vida que somente Cristo é a verdadeira salvação da humanidade!” (Homilia do
Papa João Paulo II, em 03 de dezembro de 1978).
Jovem, anuncie aos seus contemporâneos que a mera repetição dos atos de
orgulho e de desesperança não nos engrandecem como seres humanos; ao contrário,
esses atos de egoísmo degradam a nossa inteligência! Deus o chama a uma vocação de
santidade, pois este nosso mundo e estes nossos dias estão carecendo cada vez mais do
testemunho autêntico e profundo de jovens de alma e de coração!
Dileto jovem, não perca mais tempo! Saiba fazer a sua parte, pois “o mundo
espera ansiosamente a manifestação dos filhos de Deus!”. (Rm 8,9). Sinta em seu
coração a presença renovadora do Cristo que lhe convoca a bradar que o amor é mais
forte do que a morte e, sobretudo, que a vida tem sentido. E esse sentido só é revelado,
pleno e integral, quando encontramos em nosso Redentor a resposta de nossa existência
e a descoberta do valor da eternidade com a consciência de que “quem perseverar até o
fim, esse será salvo”. (Mt 10,23). Seja sempre um jovem de alma e de coração e
propague pelo mundo a Boa Nova da Salvação!

Aloísio Parreiras

2020-07-10T10:35:45-03:0010/07/2020|