Aniversário natalício de Dom Paulo Cezar é celebrado na Catedral de Brasília

A manhã dessa terça-feira, 20 de julho, foi marcada pela celebração eucarística em ação de Graças pelo aniversário natalício do arcebispo de Brasília, Dom Paulo Cezar. A missa aconteceu na Catedral de Brasília. Respeitando o distanciamento social para conter o COVID-19, estiveram presentes padres, diáconos, seminaristas e o povo fiel. Concelebrando estiveram: Dom José Aparecido, bispo auxiliar de Brasília; Dom Fernando, arcebispo Militar do Brasil e Pe. João Firmino, pároco da Catedral e chefe de gabinete.

Em sua homilia, o arcebispo pede que rezem por ele e destacou seu único pedido em sua vida:  “realizar a vontade de Deus custe o que custar.  Eu quero uma única coisa na minha vida: que o projeto de Deus vá se realizando e que  eu me coloque sempre numa postura de abertura para realizar a cada momento, o projeto de Deus. O projeto de Deus  não é fácil – como diz o papa Francisco – é  buscado diariamente no encontro com a palavra de Deus, na oração,  numa atitude sempre de escuta no dia a dia, uma atitude de intimidade com o Senhor. Que este seja o meu caminho, mas que seja também o caminho de todos nós.”

Um bispo amigo

Antes da cerimônia, alguns Padres resumiram as qualidades do Arcebispo de Brasília em duas palavras: Bom Pastor e Amigo. Para Dom José Aparecido, “é uma alegria celebrar o dom da vida a Dom Paulo que é nosso pastor tão querido pelo povo de Brasília.”

“A proximidade dele é muito importante”, fala Marcia paroquiana do Santuário do Santíssimo Sacramento, “porque ele é a presença de Cristo, então ele traz a igreja próxima de cada um, de cada leigo e de cada fiel, então nos como leigos nos sentimos muito próximos e muito alegres. Desejamos-lhe muita saúde e muita paz. Que Deus o abençoe, que ele oriente toda a igreja de Brasília, esse é o nosso desejo.”

 

Representando os Carmelitas, Frei Márcio Silva disse que “a marca presente no ministério de Dom Paulo  é a amizade, e também para nós Carmelitas, hoje é dia do profeta Elias. Elias é o amigo de Deus, então que Deus possa abençoar muito nosso arcebispo nesse dia do seu natalício.”

 

Dom Paulo, com seu jeito de ser, tem alegrado muitos os corações, explica Pe. João Firmino. “Em sete meses de governo, ele visitou quase 100 paróquias de 152 no total em Brasília, mesmo neste tempo de pandemia. Ele quer se fazer presente em cada comunidade para mostrar isso, a amizade de Deus, a amizade da Igreja, a presença da Igreja na vida de todos, então cabe a nós, em primeiro lugar, lembrar que precisamos rezar muito por ele.”

 

Para o Pe. Wilker Lima, chefe do Setor de Comunicação de Brasília, Dom Paulo é um amigo presente. “A amizade é esse despojamento de si, querendo viver com o outro, buscando o outro, e Dom Paulo nos ensina isso desde que chegou. Ele nunca deixou de ir ao encontro, seja do povo, seja do padre. Ele sempre quer conhecer as pessoas, suas histórias.”

 

“Além de ser o arcebispo da arquidiocese de Brasília é também um grande amigo, não só da minha pessoa, do padre Rodolfo, mas de outros padres leigos. É uma característica forte da personalidade cumprimentar, saudar as pessoas, estar onde elas estão, nas visitas pastorais, nas celebrações dos padroeiros, novenas ou até mesmo numa santa missa, a convite do padre ou às vezes por interesse de Dom Paulo de ir visitar aquela paróquia.”

2021-07-22T12:37:40-03:0021/07/2021|