Bispos de Brasília participarão da Visita Ad Limina Apostolorum

Entre os dias 08 e 18 de fevereiro, 17 bispos e 3 padres do Centro-Oeste estarão em Roma para a Visita Ad Limina Apostolorum.

Trata-se de uma peregrinação, em especial, de bispos diocesanos a Roma, cujo momento central é a visita e veneração aos sepulcros dos Santos Apóstolos Pedro e Paulo. Uma forma de reavivar o compromisso assumido com a Igreja, ao recordar o martírio vivenciado por Pedro e Paulo, e a de outros cristãos, ao testemunharem a fé.

Em um segundo momento, os bispos são convidados a visitarem o Santo Padre, e a apresentarem um relatório minucioso sobre a situação da Diocese, inteirando o Papa sobre tudo o que acontece nas áreas em que é responsável. Neste documento entram informações sobre a quantidade de pastorais, movimentos, paróquias, párocos, diáconos; como a Igreja se relaciona com o governo local; dados colhidos durante as Visitas Pastorais Missionárias; balanço de quanto a diocese cresceu e as expectativas para o futuro.

O encontro dos bispos do Regional Centro-Oeste com o Papa está previsto para acontecer no dia 11 de fevereiro, em uma audiência com horário fixado pela prefeitura da Casa Pontifícia, e ainda não divulgado.

Vale destacar que este ano os 18 regionais que compõem a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil devem participar da Visita Ad Limina. O primeiro a fazer a peregrinação será o Regional Centro-Oeste. A ordem foi definida por sorteio.

Logo após o encontro com o Sucessor de Pedro, os bispos terão a oportunidade de conhecer os organismos da Cúria Romana; podendo, assim, saber como cada um funciona, bem como tirar dúvidas.

Prevista no Código de Direito Canônico, a visita ao Papa de tempos em tempos é um costume antigo que remonta do século II, quando São Policarpo, discípulo de São João Evangelista, deslocava-se periodicamente para Roma para tratar sobre a Festa da Páscoa com o Papa Aniceto. Mas foi o Papa Pascoal II, em 1099, que deu caráter obrigatório a essas visitas.

Mais que tradição, participar da Visita Ad Limina é demonstrar respeito e comunhão com a Sé Apostólica e obediência hierárquica; gerando assim, integração e unidade maior na Igreja.

Convidamos a comunidade diocesana a permanecer em oração pelos frutos destes dias, por Dom Sergio, pelos bispos auxiliares, pelos demais bispos, pelo Santo Padre, o Papa, pelas dioceses e pela Igreja.

 

Por Gislene Ribeiro

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.