Canonização do Beato Tito Brandsma, Carmelita, Sacerdote, Mártir e padroeiro do jornalismo católico

No próximo domingo (15/05), Sal Santidade, o Papa Francisco, presidirá o Rito de Canonização de 15 novos santos para a Igreja Católica, dentre eles o Beato Tito Bradsma, sacerdote carmelita, professor, mártir do nazismo e padroeiro dos jornalistas Católicos.

 

Beato Tito Bradsma

 

O Frei Márcio Silvan, O. Carm. Da Paróquia-Santuário Nossa Senhora do Carmo, na Asa Sul, descreve um pouco dos destaques da santidade do novo santo e como a Ordem do Carmo em Brasília está celebrando este acontecimento marcante para a Igreja e a Ordem, bem como, a ligação deste santo com a Igreja de Brasília.

“É festa no Céu, é festa aqui também”. A Ordem do Carmo presente no mundo todo se prepara para esse momento de renovação espiritual, numa espera de 37 anos desde sua beatificação por São João Paulo II em Roma. Beato Tito Brandsma foi martirizado em 27/07/1942, portanto a 80 anos vítima do Nazismo com uma injeção letal ele disse a enfermeira: “Vou rezar por você…” e entregou a ela o seu rosário. Mártir da imprensa não negociou a verdade denunciando as barbáries do nazismo. Em Brasília desde 1958 a Ordem do Carmo se faz presente e em 1990, o fundador do Santuário de Nossa Senhora do Carmo e devoto do novo santo Frei Lamberto Lamboy, frade carmelita da Província Carmelitana Fluminense, iniciou essa devoção em Brasília e inaugurou  solenemente a primeira capela  ao “Mártir da imprensa” Beato Tito Brandsma, dedicada e depositando suas relíquias, (um pedaço do escapulário de Frei Tito Brandsma usado por ele antes de ser preso pelos nazista na Holanda) esse marco será lembrado com um Tríduo  preparatório dias 11,12 e 13/05/22 e No dia de sua Canonização 15/05/2022 em Roma estraremos no Santuário de Nossa Senhora do Carmo, 913-Sul, com missa solene em ação de graças.

 

Frei Marcio Silvan, OCarm