Jovens de Brasília iniciam festejos de Corpus Christi com confecção do tradicional tapete

Jovens da Paróquia São Padre Pio
Jovens da Paróquia São Padre Pio – Foto: Pascom Brasília

 

O Sol ainda não tinha nascido e milhares de jovens de diversas Paróquias do Distrito Federal já estavam a caminho da Esplanada dos Ministérios para a confecção do tapete de Corpus Christi 2022 onde passará o Santíssimo Sacramento. A procissão dos padres e bispos que sairá da Catedral acontecerá após a Santa Missa que está prevista para começar às 16h45.

A montagem dos tapetes começou às 7h da manhã com uma oração comandada pelo Padre Paulo Renato, Pároco da Catedral de Brasília, que ressaltou a importância da comunidade de Brasília se reunir outra vez, que a festa de hoje marca um recomeço, que a normalidade voltou a reinar.

 

Escutando os jovens

Com o coração cheio de alegria e amor por Nosso Senhor Jesus Cristo o grupo jovem “Vem”, que hoje tem mais de 600 integrantes, foi um dos primeiros a chegar. Eles fazem parte da Paróquia São Pedro de Alcântara e Nossa Senhora do Perpétuo Socorro.

O grupo jovem JAM da Paróquia Santa Rita de Planaltina disse que correu muito para estar cedo na esplanada, sempre assistiam pela televisão e este ano estão sentindo uma imensa gratidão por terem vindo à esplanada “Nossa palavra é gratidão por estar neste grandioso evento” afirmou Brenda Alves de 16 anos.

Mateus Buzzi de 14 anos veio participar pela primeira vez e afirmou que “participar desta união com os jovens e a igreja é uma experiência única.” Já Bruno Serra de 22 anos disse que não tem preço estar na esplanada por Jesus.

O jovem Rodrigo Neto, de 18 anos, que faz parte do grupo jovem Domini da Paróquia São Padre Pio, já se sente parte do evento por ter participado em 2019. Ele acredita que estar no evento é uma forma de demonstrar a sua fé: “Eu estou contribuindo de alguma forma com Deus”.

A estudante Maria Luíza Carvalho,  17 anos, acordou às cinco horas da manhã, ansiosa para participar da confecção dos tapetes de Corpus Christi. Era uma vontade que foi adiada por dois anos por causa da pandemia.

Maria Luíza faz parte da Catequese da Paróquia São João Bosco, do Núcleo Bandeirante, e é uma das dezenas de jovens que vieram participar da tradicional montagem, ela espera muita animação, e a presença do Espírito Santo  sobre os jovens e todos sejam felizes.

Já a estudante de medicina Gabriela Sayão, 20 anos, perdeu as contas de quantas vezes participou da montagem dos tapetes. Gabriela é coordenadora do VEM da Paróquia Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, do Lago Sul, e estava com muita saudade de se encontrar com outros movimentos jovens para celebrar uma data tão importante. Para ela, é um momento de estar com Deus e com a comunidade.

Quem também estava com muitas saudades da confecção dos tapetes era o auxiliar administrativo Antônio Palhares, 62 anos, ele é surdo faz parte da Pastoral dos Surdos e há 40 anos vai à Esplanada para montar os tapetes. Para ele, este é o momento de se confraternizar com outros movimentos de jovens, hora de celebrar em comunidade.

Desde 1978 a Festa de Corpus Christi é celebrada na Esplanada dos Ministérios.  Este ano, para a confecção do tapete foram usados 4 metros cúbicos de areia, 700 quilos de serragem e 700 bisnagas de tinta líquida, além de borra de café, sal e outros materiais que tornam os tapetes mais bonitos. No total são 25 quadros totalizando 130 metros confeccionados por 23 movimentos jovens.

Na parte da tarde, haverá atendimento de confissão às 15h. A animação preparatória para a Santa Missa no palco começa às 16h. Às 16h45 a procissão de entrada da Missa com todo o clero de Brasília e o Arcebispo, Dom Paulo Cezar Costa, saindo da Catedral para que às 17h seja iniciada a Missa no Altar montado no gramado da Esplanada dos Ministérios, no quadrante próximo à Catedral.

Ao final da Santa Missa, está prevista a tradicional procissão, com o mar de velas, para honrar o Santíssimo Sacramento, que percorrerá a Esplanada no papamóvel utilizado na visita de São João Paulo II a Brasília em 1980. Na procissão, o Arcebispo dará três bênçãos com o Santíssimo Sacramento: aos enfermos, aos governantes e às famílias.

Veja algumas fotos:

 

 

Jovens da Paróquia da Santa Rita

Texto:  Flávia Birnfeld, Flávia Rocha de Mello e PasCom Brasília