Dom José Aparecido celebra festa da Natividade de Nossa Senhora na paróquia da Natividade

Hoje, 8 de setembro, a igreja celebra o nascimento da Mãe de Deus e nossa, seguindo a tradição desde os primeiros séculos da igreja. A Virgem Maria foi escolhida por Deus, antes de todos os séculos, para ser a Mãe do Messias, a Mãe do Filho de Deus, a Mãe do Salvador, “a estrela que precede o Sol”.

Em comemoração à Natividade de Nossa Senhora, a paróquia que leva o nome da padroeira, localizada em Ceilândia, celebrará missa solene logo mais, às 20h. Dom José Aparecido, Bispo auxiliar de Brasília, presidirá a Eucaristia.

A Natividade de Nossa Senhora

– A alegria no nascimento de Nossa Senhora.

– A festa de hoje leva-nos também a olhar com profundo respeito a concepção e nascimento de todo o ser humano.

– O valor de cada dia.

A Natividade de Nossa Senhora é celebrada nove meses depois da celebração da solenidade da Imaculada Conceição (8 de dezembro). É toda a Igreja que faz o convite: “Vinde, todas as nações, vinde, homens de todas as raças, línguas e idades, de todas as condições: com alegria celebremos a natividade da alegria! (…) Que a criação inteira se alegre, festeje e cante a natividade de uma santa mulher, porque ela gerou para o mundo um tesouro imperecível de bondade, e porque, por ela, o Criador mudou toda a natureza humana em um estado melhor!” (S. João Damasceno – século VIII).

A Igreja Católica não costuma celebrar o dia de nascimento dos santos, mas sim o de sua morte – isto é, quando entraram para a glória eterna. Há, contudo, três celebrações de nascimento: de Jesus Cristo (Natal); de São João Batista (ainda no ventre de Isabel, manifestou-se diante da proximidade de Maria, que esperava Jesus, e que fora visitar sua parente); e o da própria Virgem Santíssima.

2021-09-08T14:19:59-03:0008/09/2021|