Dom Paulo Cezar celebra Santa Missa em Ação de Graças pelos 3 anos de dedicação da Paróquia Nossa Senhora da Assunção em Águas Claras

Na noite da última quarta-feira (25/05), o Arcebispo de Brasília, Dom Paulo Cezar Costa presidiu a Missa em Ação de Graças pelos três anos de dedicação da Paróquia Nossa Senhora da Assunção, em Águas Claras.

Em sua homilia, Dom Paulo destacou, a partir do tempo de proximidade com a Solenidade da Ascenção e de Pentecostes que a Igreja está vivenciando, a beleza do Espírito na vida da Igreja: “Amados e amadas de Deus, estamos nos encaminhando para o final do tempo pascal e a Liturgia já começa a falar da vinda do Espírito Santo, do Paráclito, do Espírito da Verdade. O Espírito vai levando os discípulos a entenderem o mistério de Cristo que, na convivência terrena com eles, eles vivenciaram, mas por vezes não compreendiam.”

 

Falando sobre a dedicação de um templo, o Arcebispo lembrou que a razão de ser da construção é a comunidade viva que se reúne nele para dar glória a Deus: “A consagração de uma Igreja em que uma construção se torna casa de uma comunidade, ela se torna casa de Deus. Nós estamos aqui como Igreja viva. O Espírito é aquele que hoje constrói a vida da Igreja. O Espírito é aquele que faz com que as pessoas se envolvam nas pastorais e nos movimentos. Agradeçamos por tudo que o Santo Espírito está fazendo hoje em nossa Paróquia.”

 

A Igreja ensina que celebrar a dedicação de uma igreja é como celebrar o corpo de Cristo ressuscitado e a memória do povo de Deus que faz sua caminhada pela história. O templo é dedicado a Deus como uma separação, tornando aquele local santo. As igrejas são locais sagrados onde a presença de Deus está, sobretudo, na Eucaristia ali guardada. Além disso, os cristãos devem se lembrar que as igrejas são a imagem do corpo ressuscitado de Cristo são fonte do Espírito Santo e, também, lugar de encontro com o Pai.

 

Outro aspecto importante a se lembrar nesta festa é de que a Igreja é comunidade. As Igrejas, são Domus – casas – locais onde a comunidade se reúne para bendizer a razão de sua existência. Quando se celebra a dedicação de uma Igreja, se recorda que o povo fiel é Igreja, é comunidade, é membro do Corpo Místico de Cristo, Templo verdadeiro do Espírito Santo. Segundo alguns teólogos espirituais, cada batizado é como que uma pedra viva na edificação do templo espiritual que é a Igreja. Da mesma forma, cada cristão é chamado a assumir sua parte na edificação do Reino de Deus.