Dom Paulo Cezar Costa: Ministério confiado a Maria

 

No Dia de Nossa Senhora de Guadalupe, é empossado o novo arcebispo de Brasília

“O Senhor me chamou para esta missão e eu confio que Ele me assistirá”. Minutos antes de entrar em procissão na Catedral Metropolitana e ser empossado como arcebispo de Brasília, neste sábado (12), Dom Paulo Cezar Costa disse confiar o ministério dele a Nossa Senhora, no dia da festa da aparição em Guadalupe.

Citando os quatro bispos que passaram pela capital do País, na homilia, Dom Paulo disse que pretende dar seguimento a uma corrente construída há 60 anos. “Inicio meu ministério em um tempo difícil, de pandemia, época em que um minúsculo vírus ameaçou a nossa segurança, mas vimos que estamos todos no mesmo mar, ainda que em barcos diferentes. Mas somos todos irmãos, como nos diz o Senhor”, pregou, lembrando o evento de Guadalupe.

“Santa Maria escolheu um índio para expressar sua vontade ao bispo. Assim, ela quis se fazer presente na vida do povo mexicano. É a presença da Mãe que não abandona seus filhos e filhas”, citou, ao ressaltar que Maria é a mulher sempre em saída, na busca de realizar a vontade de Deus.

E, mencionando mais uma vez Nossa Senhora, ele disse idealizar uma igreja que dialoga com todos e tenha os olhos voltados para Cristo. “Sonho que, juntos, construamos uma igreja que seja mais Maria”, contou.

A missão do bispo é a de tudo suportar por aqueles que o Senhor lhe deu. “Esse é o sentido do nosso ministério. Só o amor pode nos ajudar a construir uma sociedade à altura da grandeza de Deus”, concluiu.

Zelo e trabalho

Muito prestigiado por autoridades, padres e bispos de todo o Brasil, Dom Paulo disse receber a missão de “profunda responsabilidade” pautado sempre pela busca de diálogo, como prega o Papa Francisco. “É preciso construir pontes”, resumiu.

Antes da cerimônia, os mais conhecidos resumiram as qualidades do ex-bispo de São Carlos (SP). Zeloso e muito dedicado ao trabalho foram as mais repetidas. Amigo dele desde o seminário, Dom Luiz Henrique da Silva Brito, bispo da Diocese de Barra do Piraí – Volta Redonda (RJ), disse que Brasília recebe um grande teólogo.

“Um bispo aguerrido, com muita visão e amor pela Palavra”, resumiu Dom Eduardo Malaspina, bispo auxiliar de São Carlos. Dom Roque Costa Souza, que é bispo auxiliar do Rio de Janeiro, destaca uma característica do amigo: “Ele é dinâmico, não para”

Boas vindas

Dom José Aparecido e Dom Marcony Vinícius ressaltaram o cuidado do Papa Francisco com a Arquidiocese de Brasília, ao nomear tão rapidamente um pastor para os brasilienses católicos. “É um gesto de amor do Papa pela Igreja de Brasília”, disse Dom Aparecido, eleito administrador arquidiocesano em junho, quando Dom Sérgio da Rocha foi transferido para Salvador.

“A Arquidiocese se alegra, a cidade toda se alegra com a chegada de Dom Paulo”, disse Dom Marcony.

Arcebispo Militar, Dom Fernando Guimarães também deu as boas vindas, citando também que é com alegria que Brasília recebe o novo arcebispo.

2020-12-13T22:26:30-03:0013/12/2020|