Dom Paulo Cezar ordena mais um diácono para o serviço na Arquidiocese de Brasília

Na noite da última terça-feira (14/12), memória litúrgica de São João da Cruz, Dom Paulo Cezar Costa, Arcebispo de Brasília, ordenou diácono o seminarista Luiz Octávio de Aguiar Faria. A Celebração aconteceu na Paróquia Nossa Senhora das Vitórias em Vicente Pires e contou com a presença de inúmeros padres, diáconos, seminaristas, bem como da família do novo diácono, seus amigos e comunidade.

Em sua homilia, Dom Paulo destacou como deve ser o ministério do diácono na Igreja, bem como, as virtudes que são esperadas do novo ministro em seu serviço na Igreja. “Deus é totalmente santo e, por isso, aqueles que estão envolvidos com o culto a Deus também são separados exclusivamente para esse serviço. No Novo Testamento, este ser separado tem o sentido de colocar-se a serviço. Jesus é o santo por excelência, e Ele é o primeiro servidor, por isso, ao ser configurado a Cristo Servo, Ele chama aos que são ordenados diáconos, primeiramente, a servir.”, afirmou o Arcebispo.

“Na Sagrada Escritura nós nunca vamos encontrar Jesus preocupado com um ofício. Ele sempre está no meio do povo, servindo, ensinando, se desgastando. No belo Evangelho que escutamos, Jesus afirma a André e Felipe que se o grão de trigo não cai na terra e morre ele continua sendo só um grão de trigo, mas se morre, então ele produz fruto. Quer dizer, é preciso morrer para produzir fruto. É preciso perder, na lógica de Deus, para ganhar. Que guarda muito ciosamente, perde, quem guarda a vida ciosamente, quem vive só para si mesmo (aquilo que o Papa Francisco chama de auto referencialidade), perde a vida. Agora, quem desgasta a vida, quem faz da vida igual Jesus, que a perdeu por nós, esse sim, ganha a vida verdadeiramente”, destacou Dom Paulo, em trecho marcante de sua homilia onde associava o Evangelho ao ministério do Diácono.

Após a homilia, o seminarista Luiz Octávio foi interrogado, segundo o Rito Litúrgico da Ordenação, sobre suas disposições em abraçar as exigências do ministério. Em seguida, prostrou-se no chão para a prece litânica, onde despojou-se de tudo para abraçar somente a vontade de Deus. Após esta invocação da intercessão dos santos, o ordenando recebeu a imposição das mãos do Arcebispo e a prece consecratória proferida por ele, onde, definitivamente, se tornou ministro de Deus.

O neo-diácono foi revestido das vestes diaconais pelo Pároco da Paróquia Nossa Senhora das Vitórias, Padre Adilson Brito, que o enviou ao Seminário e por seu pai, o Diácono Marcos de Faria Barbosa, Diácono Permanente da Arquidiocese de Brasília, em um momento de sóbria emoção.

Ao final da celebração, o neo-diácono Luiz Octávio, explicou a passagem que escolheu para ser o norte de seu ministério “Servo vosso por causa de Jesus Cristo” (II Cor 4, 5) e agradeceu a todos os presentes com palavras belas. Dom Paulo, antes da benção final, anunciou que o novo diácono exercerá seu ministério na Paróquia Nossa Senhora do Lago, no Lago Norte. A Arquidiocese de Brasília se alegra com a ordenação de mais um fiel para servir a Deus no serviço ao povo que caminha na Igreja da Capital Federal.

 

Com informações e foto PASCOM N. Sra. das Vitórias