Dom Paulo Cezar recebe visita do Arcebispo Ortodoxo Grego de Buenos Aires

Dom Paulo Cezar Costa, Arcebispo de Brasília, recebeu na manhã desta terça-feira (29/03), a visita do Arcebispo Ortodoxo Grego de Buenos Aires, Monsenhor Iosif. O religioso argentino está em visita ao Brasil e cumpre agenda na Capital Federal esta semana.

Dom Paulo Cezar é membro do Pontifício Conselho para a Unidade dos Cristãos, no Vaticano, e por isso este encontro é bastante providencial, tendo em vista que Dom Paulo é o único bispo brasileiro membro do Conselho Pontifício.

 

No encontro, Dom Paulo Cezar e Monsenhor Iosif, dialogaram sobre os caminhos em comum que as Igrejas têm feito em temas sensíveis a sociedade atualmente, como a paz, o bem comum, a vida em sociedade, tudo sob a ótica da mensagem evangélica de Jesus Cristo.

 

Os prelados trocaram presentes, mostrando o afeto que une os cristãos. Dom Paulo presenteou Monsenhor Iosif com uma escultura réplica da Catedral de Brasília, símbolo da Arquidiocese e da arquitetura da cidade, enquanto o Arcebispo argentino deu a Dom Paulo uma medalha comemorativa com sinais da Igreja Ortodoxa Grega na Argentina.

 

Após o encontro com o Arcebispo de Brasília, Monsenhor Iosif foi apresentado à Catedral Metropolitana Nossa Senhora Aparecida, guiado pelo Diácono Reinaldo Campelo, do Gabinete Episcopal, que contou um pouco da história e das obras de arte que fazem parte do conjunto arquitetônica da Igreja-Mãe da Arquidiocese de Brasília

 

 

Já no início da tarde, à convite do Núncio Apostólico no Brasil, Dom Giambattista Diquattro, Dom Paulo Cezar participou de um almoço que a Nunciatura ofereceu ao Arcebispo Ortodoxo Grego de Buenos Aires, Monsenhor Iosif, na sede da Nunciatura. Lá, tiveram mais momentos de convivência e de diálogo com os oficiais do Corpo Diplomático da Santa Sé no Brasil.

 

 

Conhecendo as atribuições do Pontifício Conselho para a Unidade dos Cristãos

 

O Pontifício Conselho tem uma dupla função. Em primeiro lugar, ele é responsável por promover, dentro da Igreja Católica, um autêntico espírito ecumênico de acordo com o Decreto conciliar Unitatis Redintegratio. Para tanto, foi publicado um Diretório Ecumênico nos anos de 1967-1970, depois reeditado, após revisão, em 1993, com o título: “Diretório para a aplicação de princípios e normas sobre o ecumenismo”.

 

Ao mesmo tempo, o Pontifício Conselho atua em todos os campos que podem contribuir para a promoção da unidade dos cristãos e procura estreitar os laços com todas as outras Igrejas e Comunidades eclesiais. Trata da organização e supervisão do diálogo e cooperação com outras Igrejas e Comunhões mundiais. Desde a sua criação, mantém uma estreita colaboração com o Conselho Ecumênico de Igrejas (CEC) com sede em Genebra. Desde 1968, os teólogos católicos são membros plenos da Comissão de Fé e Constituição, o departamento teológico do CMI.

 

O Pontifício Conselho é presidido por um Cardeal Presidente, coadjuvado por um Secretário e um Subsecretário.

 

As relações com outras Igrejas e Comunidades eclesiais dividem-se em duas secções:

  • a seção oriental, para as Igrejas Ortodoxas de tradição bizantina e para as Igrejas Ortodoxas Orientais (Cóptica, Síria, Armênia, Etíope, Malankara), bem como para a Igreja Assíria do Oriente;
  • a parte ocidental, para as várias Igrejas e Comunidades eclesiais ocidentais.

Fonte: Portal do Pontifício Conselho para a Unidade dos Cristãos