Dom Paulo recebe o Pálio das mãos do Núncio Apostólico no Brasil

Em uma celebração no início da tarde de quarta-feira, 8 de setembro, festa da Natividade de Nossa Senhora, na Catedral de Brasília, aconteceu a missa de imposição do Pálio ao arcebispo de Brasília, Dom Paulo Cezar.  O Núncio Apostólico no Brasil, dom Giambattista Diquattro, realizou a imposição.

Tradicionalmente, o Pálio é entregue na Festa de São Pedro e São Paulo, pelas mãos do Papa, em Roma, mas, devido à pandemia, os novos arcebispos estarão recebendo em suas dioceses.

Estavam presentes na cerimônia os bispos da província:  dom Raimundo Damasceno, arcebispo emérito de Aparecida -SP e Vigário-Geral da Arquidiocese de Brasília; dom Joel Portella, Secretário Geral da CNBB; dom José Aparecido e dom Marcony Vinicius, bispos Auxiliares de Brasília; dom Giovani, bispo Diocesano de Uruaçu – GO e dom Fernando Guimarães, arcebispo do Ordinariato Militar do Brasil.

Missa de entrega do Pálio

Reunidos em tordo deste altar para essa celebração solene, fala o Núncio Apostólico, iniciando o rito de entrega do Pálio, “fomos convocados pelo arcebispo metropolitano, dom Paulo Cezar, nomeado no último dia 21 de outubro de 2020, como pastor e guia da porção do povo de Deus em Brasília. Para ele e para todos, uma saudação cordial e afetuosa.”

“Hoje, recebi o Pálio das mãos do senhor núncio apostólico diante do nosso clero e de parte do nosso povo. Ela simboliza a minha comunhão com a santa Sé de Pedro, com o papa Francisco e simboliza a minha missão de ser promotor de comunhão na nossa província eclesiástica de Brasília” fala dom Paulo em sua homilia.

“Infelizmente, devido à pandemia, a Catedral de Brasília não está lotada, mas espiritualmente é um momento importante de pensarmos nessa fidelidade e comunhão a Roma, ao santo Padre e de toda essa Igreja em particular”, falou Pe. Miguel da paróquia Santa Maria dos Pobres, Paranoá.

Para dom Giovani, “esse momento é esperado por  todo arcebispo, mas como foi impossibilitado de ir à Roma receber o Pálio, o Papa conferiu ao Núncio essa tarefa de imposição a dom Paulo, que é da nossa província metropolitana, sendo uma alegria participar desse momento”.

“Ver o nosso arcebispo recebendo o Pálio assim pertinho de nós, é motivo de muita alegria, uma vez que sempre acompanhamos a distância”, fala Lurdes Maria, Ministra da Eucaristia.

 

O que é Palio

 

O Pálio, concedido pelo Papa aos novos Arcebispos sempre na Festa de São Pedro e São Paulo, consiste em uma faixa de lã branca com seis cruzes pretas de seda e é destinado ao Arcebispo que assume uma arquidiocese, simbolizando o poder na província, sua comunhão com a Igreja Católica, o ministério pastoral dos arcebispos e sua união com o Bispo de Roma.

 

Veja como foi a missa:

 

 

2021-09-09T17:11:49-03:0009/09/2021|