FATEO e Seminário Maior Nossa Senhora de Fátima promovem Semana Filosófica

Entre os dias 03 e 05 novembro, a Faculdade de Teologia da Arquidiocese de Brasília (FATEO) e o Seminário Maior Nossa Senhora de Fátima promoveram a edição deste ano da Semana Filosófica. O evento deste ano teve uma nova proposta em seu tema: quis transpassar a filosofia e chegar à literatura, que é o epílogo da vida humana. Com isso, pretendeu explorar as abordagens filosóficas presentes na literatura contemporânea, mais especificamente em três autores: J.R.R.Tolkien, G.K. Chesterton e Guimarães Rosa.

No primeiro e segundo dia, o Pe. Cássio Dalpiaz, mestrando em Literatura comparada pela UnB, conduziu os participantes no universo da fantasia criado pelo inglês J.R.R.Tolkien (1892-1973). Com seu largo conhecimento, demonstrou como é possível fazer diversas analogias desta grande obra com a realidade. Apresentou a ideia de que esse universo criado por Tolkien é como uma subcriação humana, que, a partir da realidade, cria outra. Nisso, assemelha-se ao seu Criador, tornando-se Imago Dei (imagem de Deus), já que cria uma nova realidade: a do mundo da fantasia.

Além disso, mostrou-se que que as estórias contadas por Tolkien inspiram a nossa própria história de vida. Com isso, a literatura consegue capitular e resumir toda a vida humana, com suas alegrias e tristezas, sentimentos e emoções. Forma-se arquétipos literários que ficarão presentes nas histórias dos povos durante milênios. Nisso, a contemporaneidade aprende com os povos antigos as virtudes, as heroicidades, as tradições, dentre tantas outras coisas.

No terceiro dia, o Pe. Dr. Scott Randall Paine, professor da UnB, abordou os princípios filosóficos e teológicos em Chesterton (1874-1936), outro autor inglês do século passado que tem muito a nos ensinar. Foi um grande literata, jornalista, biógrafo e comentarista político. O palestrante tem grande intimidade com o assunto, tendo já publicado um livro chamado “Chesterton e o Universo”.

No último dia, o Prof. Dr. Marcos Aurélio Fernandes, também professor da Universidade de Brasília, trabalha o pensamento fenomenológico a partir da obra “Grande Sertão: Veredas”, de Guimarães Rosa (1908-1967), grande literata brasileiro.

Durante o evento filosófico, aconteceram também dois recitais: um de música popular brasileira e um outro com músicas temáticas de obras cinematográficas. Os dois momentos tocaram na alma das pessoas, pois, como dizia Chesterton, “a arte é a assinatura do homem”. Nela, encontramo-nos face a face com o próprio artista. Além disso, vislumbramos o próprio Deus, na beleza e na harmonia das composições musicais.

Segundo os seminaristas presentes e outros participantes do evento, a Semana Filosófica foi uma oportunidade de trazer para o presente, reflexões necessárias que têm sido perdidas por conta da subversão da cultura e da construção do pensamento crítico.

 

 

Com informações do Seminário Maior Nossa Senhora de Fátima