Festa da Apresentação do Senhor: Jesus é a Luz que ilumina as nações

Festa da Apresentação do Senhor: Jesus é a Luz que ilumina as nações

 

Neste domingo, 02 de fevereiro, a Igreja celebra a Solenidade da Apresentação do Senhor.

Esta celebração faz memória ao dia em que o Menino Jesus, no quadragésimo dia de vida, foi levado ao Templo de Jerusalém, por Maria e José, apresentado aos sacerdotes e consagrado a Deus.

Com base na Lei de Moisés, todo bebe primogênito do sexo masculino, aos 40 dias de nascido – considerado o tempo de purificação da mãe -, deveria ser consagrado ao Senhor.

E assim foi feito.

Maria não precisava aguardar pelo período de purificação, porque é pura. E Jesus não precisava ser consagrado a Deus, porque é Santo, o Filho do próprio Deus. Ainda assim, Maria fez questão de seguir aquela norma, mostrando, com humildade, que todos deveriam seguir as leis do Senhor.

Quanto ao rito de purificação, este exigia um sacrifício, que variava de acordo com a condição financeira da família. As mais pobres podiam doar duas rolinhas ou duas pombinhas. E foram justamente duas avezinhas que José e Maria ofertaram por falta de posses.

Logo após a cerimônia de apresentação de Jesus, um senhor, de nome Simeão, adentrou ao Templo, guiado pelo Espirito Santo, que, tempos atrás, já havia revelado ao homem que ele não morreria sem conhecer o Messias.

Ao ver o menino Jesus, Simeão O pegou nos braços e disse:

“Agora, Senhor, conforme a tua promessa, podes deixar o teu servo partir em paz. Porque meus olhos viram a tua salvação, que preparaste diante de todos os povos, luz para iluminar as nações e glória do teu povo, Israel (…)”.(Lc 2,32).

Por essas palavras proferidas por Simeão, neste dia são dadas bençãos as velas, gerando uma verdadeira festa das luzes nas paróquias. Razão pela qual Nossa Senhora passou a ser venerada, neste dia, sob os títulos de Nossa Senhora das Candeias, Nossa Senhora Candelária ou Nossa Senhora da Luz.

No Templo também estava uma idosa de nome Ana, um profetiza que ali servia. Ela reconheceu Jesus e falou a todos que ali chegavam da presença do Messias.

Veja logo abaixo, o breve relato do arcebispo de Brasília, Dom Sergio da Rocha, sobre a Festa da Apresentação do Senhor no Folheto O Povo de Deus. Acompanhe:

“Neste domingo, em toda a Igreja, celebramos a Apresentação do Senhor, uma das festas litúrgicas mais antigas, celebrada em Jerusalém já no século IV.  A importância do tema da “luz”, com a benção das velas, tornou-a conhecida como festa de Nossa Senhora das Candeias, da Candelária ou da Luz. O menino Jesus, apresentado no templo de Jerusalém por Maria e José, foi reconhecido por Simeão, que o tomou nos braços, como “luz para iluminar as nações” (Lc 2,32). O louvor e a alegria de Simeão se prolongam na Igreja que continua a proclamar que Jesus é a luz para todas as nações. Também Ana, profetisa de idade avançada, “pôs-se a louvar a Deus e a falar do menino a todos os que esperavam a libertação de Jerusalém” (Lc 2,38). Nós repetimos o gesto de Simeão e Ana, contemplando com o olhar da fé aquele que vem para salvar a todos os povos e acolhendo-o como a luz do mundo”, disse dom Sergio da Rocha.

Não deixe de participar desta celebração na sua paróquia! E não esqueça de levar a vela!

Por Gislene Ribeiro

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *