Hino da Campanha para a Evangelização 2021 no Brasil conta com autoria de Seminarista de Brasília

Hino da Campanha para a Evangelização 2021 no Brasil conta com autoria de Seminarista de Brasília

 

Desde 1998 a Igreja Católica no Brasil conta com a Campanha para a Evangelização que permeia as celebrações do Advento em vistas de levar o povo fiel a sentir-se responsável pela ação evangelizadora da Igreja. Todos os anos, a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) promove a escolha de um hino que possa animar as comunidades para quem reflitam sobre o tema da campanha e sentirem-se inseridos nesta ação. O hino deste ano de 2021 conta com a autoria de um seminarista da Arquidiocese de Brasília, Geovane Ferreira, que atualmente cursa o 2º ano do discipulado.

A Campanha para a Evangelização de 2021 tem como tema “Ide, sem medo, para servir”. Essa é uma expressão utilizada pelo Papa Francisco no encerramento da Jornada Mundial da Juventude de 2013, no Rio de Janeiro, onde convocou os jovens a não se intimidarem com as dificuldades do mundo e não terem vergonha ou medo de servir Jesus Cristo na Igreja e na sociedade.

Juntamente com Geovane Ferreira, participou da composição do hino o Padre Patriky Batista, secretário executivo das campanhas da CNBB e os arranjos musicais de Gilson Celerino. Geovane explica que “A composição da música foi baseada nas palavras dos Papas Bento XVI e Francisco, se fundamentando em falas nas audiências gerais e nos documentos escritos por eles. O refrão, vem direto do tema da campanha, o Ide. Sabemos que o ‘Ide’ é o principal mandato de Cristo quando nos pediu para sair e evangelizar toda criatura. Ir a serviço da caridade, ajudar aqueles que mais precisam de Cristo e do nosso amor; ir a serviço da comunidade, o povo de Deus; ir a serviço da Palavra, que é Cristo, obedecendo o chamado que Ele nos fez; e por fim, ir sem medo, sem medo de falar da Verdade diante de um mundo que a cada dia vem rejeitando a Igreja e sua missão.”

Muitos têm curiosidade de saber como os autores dos hinos são selecionados para este serviço. Além dos concursos que, muitas vezes são realizados, também há convites específicos entendendo a história do autor junto a temática proposta. O seminarista partilha como foi o convite para ele: “O Secretário Executivo de Campanhas da CNBB, o padre Patriky, quem me convidou a compor a melodia e eu tomei a liberdade de também o convidar a fazer parte. Então trabalhamos juntos na letra e, a melodia da música foi eu mesmo quem compus.” Geovane ainda salienta que essa foi uma das formas de responder a motivação do Arcebispo de Brasília que tem incentivado a Igreja na Capital Federal a colocar-se à serviço: “motivados pelo chamado de Dom Paulo, nosso Arcebispo, de ser uma Igreja com discípulos missionários, quis trazer essa essência da nossa Arquidiocese para essa missão.”

Sobre a importância da formação musical para os futuros sacerdotes, o seminarista brasiliense afirma que “a Igreja sempre pensou na formação musical dos seus seminaristas e, isso é previsto pela Ratio Fundamentalis. Desde antes de entrar no seminário já era músico. Iniciei a caminhada com 9 anos de idade. Aqui no Seminário continuo tendo a oportunidade de estudar música através da Schola Cantorum Os Seminaristas estudando música, poderão quando padres, ensinar os músicos paroquianos a verdadeira música litúrgica, mudanças visíveis que já vem acontecendo na Arquidiocese com a formação de corais. Quando saiu o resultado, Dom Paulo veio nos visitar aqui no Seminário, na oportunidade, fui chamado para falar com ele. Minha surpresa foi ele já saber há muito tempo da minha participação e deu apoio para continuar com esse trabalho.”

Por fim, o seminarista Geovane Ferreira, motiva os fiéis a colocarem seus dons à serviço do Reino de Deus: “Quando Nosso Senhor nos dá um dom, devemos desde já saber que são para o serviço do Reino. Jamais devemos esconder nossos talentos, devemos multiplicá-los e entregá-los ao Senhor. Na Igreja isso se torna real e fantástico, quando colocamos eles à serviço. Com isso, eles dão frutos, como esse hino da Campanha. Acredito que a minha participação motivará mais fiéis e seminaristas a participarem no futuro e se dedicarem a música que sempre esteve presente na história da humanidade”.

 

Hino da Campanha: