Hoje é Dia de Nossa Senhora das Graças, a Virgem da Medalha Milagrosa

Hoje, dia 27 de novembro a Igreja celebra o dia de Nossa Senhora das Graças, ou como também é conhecida, Nossa Senhora da Medalha Milagrosa.

A devoção a Nossa Senhora das Graças teve inicio com as aparições da Virgem a Santa Catarina Labouré, que também tem sua memória litúrgica comemorada hoje.

Para celebrar, algumas paróquias e comunidades de nossa Arquidiocese estão com uma programação especial:

Paróquia Nossa Senhora das Graças – Samambaia

A comunidade celebra nesta terça-feira, Missa Solene às 19h30

Paróquia Nossa Senhora das Graças – Grande Colorado

A paróquia de Sobradinho promove a novena em honra a padroeira até o dia 01/12, sempre às 19h30. Neste dia também será realizada a festa social, com quermesse, após a Missa.

A Missa Solene será no dia 02/12 às 20h na Matriz.

A Comunidade Católica Luz Divina promove a Festa em Louvor a Nossa Senhora das Graças, nos dias 01 e 02 de dezembro. A programação é para todo o dia com palestras, formações e muita oração. Para mais informações: (61) 3308-5168

A capela Nossa Senhora das Graças, pertencente a paróquia Maria Auxiliadora, realiza Missa Solene hoje, às 19h30. A capela está localizada no bairro Veredão. Outras informações: (61) 4103-1960

Todos estão convidados a participar!

 

Inicio da devoção

Santa Catarina de Labouré nasceu em Borgonha (França) a 2 de maio de 1806. Era a nona filha de uma família de poucos recursos. Perdeu sua mãe aos 9 anos de idade e assumiu com comprometimento a educação dos irmãos. Findada esta missão, colocou-se a serviço de Deus consagrando-se a Jesus na congregação das Filhas da Caridade.

Em 1830 recebeu a primeira aparição de Nossa Senhora, a fim de enriquecer toda a Igreja e atingir o mundo com sua Imaculada Conceição, por isso descreveu Catarina:

“A Santíssima Virgem apareceu ao lado do altar, de pé, sobre um globo com o semblante de uma senhora de beleza indizível; de veste branca, manto azul, com as mãos elevadas até à cintura, sustentava um globo figurando o mundo encimado por uma cruzinha. A Senhora era toda rodeada de tal esplendor que era impossível fixá-la. O rosto radiante de claridade celestial conservava os olhos elevados ao céu, como para oferecer o globo a Deus. A Santíssima Virgem disse: Eis o símbolo das graças que derramo sobre todas as pessoas que mais pedem”.

Nossa Senhora apareceu por três vezes a Santa Catarina Labouré. Na terceira aparição, Nossa Senhora apresenta um modelo da medalha de Nossa Senhora das Graças. Ao final desta aparição, Nossa Senhora diz: “Minha filha, doravante não me tornarás a ver, mas hás-de ouvir a minha voz em tuas orações”.

No fim do ano de 1832, a medalha que Nossa Senhora pediu foi cunhada e espalhada por todo o mundo.

Como disse Sua Santidade Pio XII, esta prodigiosa medalha “desde o primeiro momento, foi instrumento de tão numerosos favores, tanto espirituais como temporais, de tantas curas, proteções e sobretudo conversões, que a voz unânime do povo a chamou desde logo medalha milagrosa“.

Santa Catarina passou 46 anos de sua vida num convento, onde viveu o Evangelho, principalmente no tocante da humildade, pois ninguém sabia que ela tinha sido o canal desta aprovada devoção que antecedeu e ajudou na proclamação do Dogma da Imaculada Conceição de Nossa Senhora em 1854.

Já como cozinheira e porteira, tratando dos velhinhos no hospício de Enghien, em Paris, Santa Catarina assumiu para si o viver no silêncio, no recolhimento e na humildade. Enquanto viveu, foi desconhecida.

Santa Catarina faleceu no 31 de dezembro de 1876, com 70 anos de idade.

Foi beatificada em 1933 e canonizada em 1947 pelo Papa Pio XII.

 

 Oração a Nossa Senhora das Graças

Lembrai-vos, ó puríssima Virgem Maria, do poder ilimitado que vos deu o vosso Divino Filho sobre o seu coração adorável. Cheio de confiança na vossa intercessão, venho implorar o vosso auxílio. Tendes, em vossas mãos, a fonte de todas as graças que brotam do coração amantíssimo de Jesus Cristo; abri-a em meu favor, concedendo-me a graça que ardentemente vos peço. Não quero ser o único por vós rejeitado, sois minha Mãe, sois a soberana do coração de vosso Divino Filho.

Sim, ó Virgem Santa, não esqueçais as tristezas dessa terra; lançai um olhar de vontade aos que estão no sofrimento, aos que não cessam de provar o cálice das amarguras da vida. Tende piedade dos que se amam e que estão separados pela discórdia, pela doença, pelo cárcere, exílio ou morte. Tende piedade dos que choram, dos que suplicam, e dai a todos o conforto, a esperança e a paz! Atendei, pois, à minha humilde súplica e alcançai-me as graças que agora fervorosamente vos peço por intermédio de vossa santa Medalha Milagrosa!

Amém.

 

Nossa Senhora das Graças, rogai por nós!

Santa Catarina Labouré, rogai por nós!

 

Informações

Paróquia Nossa Senhora das Graças – Samambaia Norte

Endereço: QS 431 conj. B lote 1

Informações: (61) 3359-2010

 

Paróquia Nossa Senhora das Graças – Grande Colorado

Endereço: Condomínio Jardim Europa II Mód. “O” Lt. 36

Informações: (61) 3485-0491

 

Por Kamila Aleixo

2018-11-27T11:31:18-02:0027/11/2018|