Igreja em Brasília prepara encerramento do Ano de São José

Em 8 de dezembro do último ano, o Papa Francisco convocou para toda a Igreja o Ano de São José em comemoração aos 150 anos da proclamação do santo como guardião universal da Igreja Católica. Junto ao Santo Padre, a Igreja em Brasília prepara o encerramento deste tempo de graça voltado a refletir sobre o pai da Família de Nazaré.

A Santa Missa de clausura do Ano de São José acontecerá no dia 08/12, às 19h00, na Paróquia São José Operário na L2 Norte. Além disso, nestas últimas semanas, que antecedem a celebração, a Arquidiocese de Brasília está fazendo um trabalho de relembrar aos fiéis que, por ocasião deste ano, o Sumo Pontífice concedeu a Indulgência Plenária para ser obtida durante este período. Por isso, abaixo, lembramos às disposições que a Penitenciária Apostólica elencou para se lucrar as indulgências.

Com o coração e a mente afastados de todo pecado e respeitando as condições habituais para se lucrar a Indulgência Plenária (confissão sacramental, comunhão Eucarística e oração segundo as intenções do Santo Padre), o Santo Padre anexa algumas outras condições segundo as disposições:

  1. Indulgência Plenária para aqueles que meditarem durante pelo menos 30 minutos a oração do Pai Nosso – Tendo em vista que São José foi um homem de genuína fé que convidou a redescobrir a relação filial com o Pai e, por isso, ajudando o fiel a renovar a fidelidade à oração e responder a vontade de Deus.
  2. Indulgência Plenária para aqueles que, à exemplo de São José, fizerem uma obra de misericórdia corporal ou espiritual – Tendo em vista que São José é reconhecido, no Evangelho, como homem justo, a virtude da justiça é praticada de forma exemplar por Ele em completa adesão a lei de Deus, que é a lei da misericórdia.
  3. Indulgência Plenária para aqueles que recitarem o Santo Rosário em família ou entre namorados – Tendo em vista o protagonismo da vocação de São José como guardião da Sagrada Família e protetor da Bem-aventurada Virgem Maria e Nosso Senhor Jesus Cristo.
  4. Indulgência Plenária para aqueles que rezarem diariamente oferecendo suas atividades laborais à proteção de São José e para os fiéis que invocarem com a oração a intercessão de São José no título de Artesão (ou Operário) por aquelas pessoas que precisam encontrar um emprego e trabalho decente – Tendo em vista o título de São José como Artesão (ou Operário) instituído pelo Servo de Deus Papa Pio XII em 1 de maio de 1955.
  5. Indulgência Plenária para aqueles fiéis que recitarem a ladainha de São José – para o rito latino – ou o Akathisto de São José – para o rito bizantino -, como também, outra oração de São José para as demais tradições rituais litúrgicas da Igreja, em favor da Igreja perseguida ad intra (internamente) e ad extra (externamente) e pelo alívio de todos os cristãos que sofrem qualquer forma de perseguição.

Para reafirmar a universalidade do patrocínio de São José na Igreja, em adição as práticas mencionadas acima, a Penitenciária Apostólica concede Indulgência Plenária ao fiel que recite qualquer oração legitimamente aprovada ou agir nas piedades em honra a São José, especialmente nas celebrações de 19 de março, 1º de maio, nas festas da Sagrada Família, ao dia de 19 de cada mês e a cada quarta-feira, dia dedicado à memória do Santo segundo a tradição Latina.

No contexto da emergência sanitária de saúde pela qual passa o mundo, o dom da Indulgência Plenária é, especialmente, estendido para os idosos, doentes, moribundos e todos aqueles que por legítimas razões são incapazes de sair de casa. Com o espírito separado de todo o pecado e com a intenção de cumprir as três condições habituais, na própria casa ou leito em que se encontrar, recitará um ato de piedade em honra de São José, oferecendo com fé a Deus a dor e os inconvenientes do sofrimento.

 

A Arquidiocese convida, pois, aos fiéis que busquem participar do encerramento do Ano de São José na concentração arquidiocesana na Paróquia São José Operário, L2 Norte ou em suas paróquias, lembrando que o dia 08 de dezembro é Solenidade da Imaculada Conceição, dia de preceito para os católicos e, portanto, dia participar da Santa Missa.