Jovens participam de Encontros Vocacionais do Caminho Neocatecumenal em Foz do Iguaçu e Fortaleza

Os jovens do Caminho Neocatecumenal participaram de dois Encontros Vocacionais no mês de julho. Divididos em duas regiões, os Encontros aconteceram em Foz do Iguaçu (PR) e Fortaleza (CE), nos dias 17 e 24, respectivamente, conduzidos pela Equipe de Catequistas responsável pelo Caminho no Brasil, formada por Padre José Folqué e Raúl Viana.

 

Encontro Vocacional Foz do Iguaçu_Chamada Vocacional_Guiarone Macedo Teixeira

Os grupos partiram de suas cidades dias antes do Encontro para fazer uma peregrinação que buscou, especialmente, resgatar as raízes da Evangelização no Brasil. Além de visitar santuários, celebrar a Eucaristia e evangelizar pelas praças e ruas das cidades, os jovens das regiões Sul e Sudeste, e dos Estados do Mato Grosso do Sul e Mato Grosso,  que seguiram para Foz do Iguaçu, visitaram as ruínas das missões jesuíticas de Encarnación, no Paraguai, de San Ignacio Mini, na Argentina, e de São Miguel das Missões, no Rio Grande do Sul, no Brasil.

Os jovens puderam aprofundar a história sobre o que realmente foram as missões dos jesuítas no Brasil a partir dos anos 1500. Os jesuítas sabiam que para evangelizar era necessário conhecer profundamente e amar a cultura e o modo de ser do outro, de forma que nessas missões, as reduções jesuíticas, formaram-se verdadeiras comunidades com dois jesuítas e indígenas que viviam e trabalhavam juntos, descobrindo o amor de Cristo e o amor ao próximo.

Já os jovens do Norte, Nordeste, do Distrito Federal e de Goiás, que seguiram para o Encontro de Fortaleza, tocaram, especialmente, a história dos primeiros mártires em terras brasileiras que vieram ao País trazer a Boa Nova de Jesus Cristo e, pela fé, derramaram o sangue, como Padre André de Soveral e Domingos de Carvalho, e Padre Ambrósio Francisco Ferro e Mateus Moreira, junto com um grande grupo de católicos, martirizados em Cunhaú e Uruaçu, durante a invasão holandesa no Rio Grande do Norte, em 1645. Foram os protomártires do Brasil.

Foram todas estas missões que abriram o caminho para que os povos do Brasil também pudessem conhecer Jesus Cristo. Neste contexto, a peregrinação confirmou aos jovens que todos foram chamados a dar continuidade a esta obra de evangelização junto às comunidades em que estão inseridos, onde são preservados dos enganos que os afastam de Deus e são formados como cristãos.

Mais de cinco mil jovens participaram do Encontro em Foz do Iguaçu

O Encontro Vocacional em Foz do Iguaçu reuniu, em 17 de julho, 5500 jovens no Centro de Convenções da cidade. Participaram ainda jovens do Paraguai e da Argentina. A Celebração da Palavra foi presidida pelo Bispo da Diocese de Foz do Iguaçu, Dom Sérgio de Deus Borges.

“Em todos nós, Deus colocou uma vocação que tem que ser descoberta aos poucos, com sinais. Não são ideias ou sentimentos, mas a vocação é de Deus e se manifesta nos acontecimentos da nossa história, e todos estamos chamados a fazer a vontade de nossa Pai”, exortou Raúl Viana ao dar a catequese inicial baseada na história de José do Egito (Gn 37-47) que é uma palavra profética sobre a vocação a qual Deus chama cada um.

Em seguida, Padre José Folqué fez o anúncio do Querigma, a Boa Notícia de Jesus Cristo morto e ressuscitado por amor e pela salvação de toda a humanidade: “A abundância do amor de Deus está em vocês, que é o Espírito Santo que lhe deu a Igreja; e o Espírito Santo é para amar. Cristo morreu para destruir a morte que habita em mim e me dar a liberdade de amar como Ele amou, esta é a verdade. Amar o outro como ele é. Disse Cristo: ‘Amai-vos como eu vos amei’. Ele nos amou até o extremo, dando a vida por nós, morrendo por nós. Isso é o amor. Esse é o projeto de Deus para a minha vida. A partir de Cristo posso me doar, e me doar é a felicidade”.

Após a leitura do Evangelho, Dom Sérgio de Deus Borges, dirigiu uma palavra aos jovens, convidando-os a colocar toda a esperança em Jesus Cristo e a Ele oferecer todos os sofrimentos e anseios, para que assim, os jovens possam fazer presente no mundo o amor redentor de Cristo.

O encontro terminou com a chamada vocacional, em que 50 rapazes e 50 moças se levantaram para a vida presbiteral, religiosa e celibatária missionária.

 

Em Fortaleza foram suscitadas 150 novas vocações

Já em Fortaleza, foi o Ginásio Paulo Sarasate que sediou, no dia 24 de julho, o Encontro Vocacional no qual estavam presentes 4500 jovens. Presidindo o Encontro estava Dom Rosalvo Cordeiro de Lima, Bispo da Diocese de Itapipoca (CE).

 

Ao anunciar o Querigma, Padre José convidou os jovens a crerem na Palavra de Salvação anunciada para que pudessem viver na dimensão do amor de Cristo, sendo amados por Ele e amando como Ele: “Cristo se fez carne, como nós, para salvar a humanidade inteira, toda a terra. Ele se humilhou, pagou nossos pecados, conheceu o sofrimento e apagou a dívida que tínhamos com Deus. Ele se humilhou, mas foi ressuscitado e a ressurreição de Cristo é uma luz para toda a humanidade e vocês são chamados a levar esta salvação por todo o mundo”.

Já Dom Rosalvo manifestou a alegria por participar do Encontro: “Dou graças a Deus por todos aqueles que aceitaram caminhar com o Senhor, por vocês que estão aqui, por nós, que estamos participando deste momento, em peregrinação. Continuemos firmes, olhando para aquele que deu a vida por nós”.

Em Fortaleza, 80 rapazes e 70 moças se levantaram na Chamada Vocacional. Todos os jovens levantados, ao retornarem para as respectivas cidades, iniciam um tempo de discernimento vocacional, sustentados pela comunidade na qual fazem o Caminho Neocatecumenal.

O Caminho Neocatecumenal

Caminho Neocatecumenal é um Itinerário de Iniciação Cristã que constitui um dos frutos do Concílio Vaticano II, e busca levar às paróquias a riqueza de viver a fé em pequenas comunidades, como faziam os primeiros cristãos na Igreja primitiva.

Nasceu na década de 1960, em Madri, Espanha, com Kiko Argüello e Carmen Hernández, e se estendeu pelo mundo todo, estando presente em 134 nações dos cinco continentes. No Brasil, encontra-se em 100 dioceses, com mais de 1800 comunidades. O Caminho Neocatecumenal está em Brasília desde 1979. Atualmente, há na Arquidiocese 273 comunidades em 33 paróquia

 

 

Caminho Neocatecumenal no Brasil

Assessoria de Comunicação