O que é absolvição geral dos pecados?

O que é absolvição geral dos pecados?

A quaresma é um tempo forte da prática penitencial da igreja. Momento oportuno para que cada Cristão olhe para si e avaliar suas ações, suas escolhas. Fazer um exame de consciência e identificar quais são os pecados que o afasta do amor de Deus e buscando, através do sacramento da confissão, reconciliar-se com Deus pedindo perdão de seus pecados. Mas nesse tempo em que a pandemia do COVID-19 assola todo o mundo, a mãe igreja, guardando as necessárias disposições, procura facilitar ao máximo a recepção dos auxílios da graça aos seus filhos por meio dos sacramentos.

“Em casos de necessidade grave, pode-se recorrer à celebração comunitária da reconciliação com confissão e absolvição gerais.” (CIC 1483)

Celebração Penitencial

É possível que você tenha visto as igrejas divulgarem que os tradicionais mutirão de confissões, este ano, devido à pandemia, seria feito de forma coletiva. O que isso significa?

A absolvição dada simultaneamente, a vários penitentes, sem a prévia confissão auricular, constitui um ato excepcional previsto no direito canônico 960 que só pode ser empregada quando:

Risco de Morte

1º Haja iminente perigo de morte e não haja tempo para que o sacerdote ou os sacerdotes ouçam a confissão de cada um dos penitentes.

Número reduzido de confessores

2º Haja grave necessidade, isto é, quando, tendo-se em conta o número de penitentes, não há número suficiente de confessores para ouvirem as confissões de cada um, dentro de um espaço de um tempo conveniente, de modo que os penitentes, sem culpa própria, seriam forçados a ficar muito tempo sem a graça sacramental ou sem a sagrada comunhão.

Para lucrar validamente a absolvição

Segundo o ritual penitencial (pg 77), o penitente que for buscar absolvição geral, deve participar com atenção da celebração Penitencial, se abrindo ao perdão e a exortação a conversão.

Sinal concreto daquele que se arrepende de seus pedados

Inclinação da cabeça / ajoelhar-se / recitar:

Confesso a Deus, Pai Todo-Poderoso e a vós, irmãos e irmãs, que pequei muitas vezes por pensamentos e palavras, atos e omissões, (batendo no peito) por minha culpa, minha tão grande culpa. E peço à Virgem Maria, aos Anjos e Santos, e a vós, irmãos e irmãs, que rogueis por mim a Deus, Nosso Senhor. A oração do Pai-Nosso.

Por fim, recitar a fórmula que invoca o espirito santo para a remissão dos pecados (feita pelo sacerdote).

O fiel cristão católico deve confessar e comungar, ao menos, uma vez por ano no período da Páscoa. Por essa razão, está sendo ofertado na Arquidiocese de Brasília, até quarta-feira (31), de acordo com a norma dada pelo arcebispo de Brasília, Dom Paulo Cezar em comunhão com a Penitenciaria Apostólica, a confissão comunitária.

Mas lembre-se: o penitente que recebe a absolvição geral assume o compromisso de procurar o padre na ocasião ou oportunidade mais próxima.

Os efeitos espirituais do sacramento da penitência são:

  • a reconciliação com Deus, pela qual aos penitentes recobra a graça;
  • a reconciliação com a igreja;
  • a remissão da pena eterna devida aos pecados mortais;
  • a remissão, pelo menos em parte, das penas temporais, sequelas do pecado;
  • a paz e a serenidade da consciência e a consolação espiritual;
  • o acréscimo de forças espirituais para o combate cristão. (CIC 1496)

 

 

2021-04-01T15:21:21-03:0001/04/2021|