Ordenação presbiteral de 9 novos padres para a Arquidiocese de Brasília

Mais de 1500 fiéis de diversas partes do Distrito Federal estiveram presentes na Catedral Metropolitana de Brasília Nossa Senhora Aparecida na manhã deste sábado (06/08), Festa da Transfiguração do Senhor, para a ordenação presbiteral de 9 novos padres para a Arquidiocese de Brasília.

Os novos padres Áderson Miranda, Beatus Kilawe, Davide Raia, Gabriel Fonseca, José Maurício, Luiz Octávio, Marcelo Mendes, Rayan André e Reinaldo Campelo, adentraram a Catedral ladeados por seus pais e familiares, na procissão de entrada onde estavam presentes os padres da Arquidiocese de Brasília e de diversas partes do Brasil e do mundo, amigos dos ordenados, sob a presidência do Arcebispo Metropolitano de Brasilia, Dom Paulo Cezar Costa, em sua segunda ordenação presbiteral na Capital Federal.

Em sua homilia, Dom Paulo ressaltou a festa que a Igreja celebra hoje, a Transfiguração do Senhor, lembrando que ela é uma festa iminentemente da Palavra: “A palavra de Deus quer, hoje, ir formando nosso coração, ir revelando o mistério, da mesma forma que Jesus se revelou aos discípulos.”

Aos novos padres, o Arcebispo dirigiu uma palavra de motivação para o ministério: “Nesse dia vocês estão sendo ordenados presbíteros, vocês serão considerados a Cristo para ser presença Dele, manifestando a beleza transfigurada do Senhor. A pergunta que deve ser ressoada em nosso coração é ‘como estamos manifestando a beleza de Cristo?’. A beleza de Cristo está presente na Cruz, quando olhamos a desfiguração de Jesus no lenho, ali está a beleza do servidor, daquele que entrega a vida e a dá de graça.”

Após a homilia, os ordenando-se manifestaram sua disposição de realizar aquilo que a Igreja acredita e prometeram respeito e obediência ao Arcebispo e seus sucessores. Em seguida, prostrados diante do altar, ouviram a ladainha dos Santos, onde lhes é pedido uma graça especial para este momento.

Ordenação Sacerdotal 2022

Seguindo o rito, Dom Paulo Cezar impôs suas mãos sobre a cabeça dos ordenandos e rezou a oração consacratória de onde, a partir daí, os diáconos se tornam sacerdotes para sempre. Após serem revestidos das vestes sacerdotais e receberem os sinais de seu ministério, foram acolhidos no presbitério pelos padres da Arquidiocese.

Terminado o rito de ordenação, os novos padres tomaram lugar no presbitério e, pela primeira vez, concelebraram a santo Sacrifício Eucarístico.

 

Fotos: Pascom Brasilia