São Domingos Sávio

Fundação: 31/05/1993

Pároco: Pe Rafael de Souza dos Santos

Endereço: QS 2, Lote D, Riacho Fundo I, 71.820-214

Telefone: 3964-9312

Site: http://www.saodomingossavio.com

E-mail: contato@paroquiasaodomingossavio.com

História:

A Paróquia São Domingos Sávio foi fundada em 31 de maio de 1993 e instalada em 6 de junho do mesmo ano. Sua instalação foi registrada em uma ata que descreve a realização da primeira missa, “celebrada ao ar livre em um altar improvisado”.

Era Solenidade da Santíssima Trindade. O Celebrante era o Cardeal Dom José Freire Falcão, então Arcebispo de Brasília. A missa foi concelebrada pelo Pe. Moyzés Marchesi, vigário da Paróquia São João Bosco, pelo Pe. José Geeurickx, do Centro Cultural Missionário e pelo Pe. José das Dores Gonçalves, que foi empossado naquele dia como pároco.

Pe. José das Dores Gonçalves foi o responsável pela consolidação da Paróquia São Domingos Sávio no Riacho Fundo I. Sua postura para com os fatos marcaram os cristãos pioneiros da comunidade, cujos ensinamentos ainda hoje são lembrados e iluminam ações de coordenadores de pastorais e líderes paroquiais. Sua gestão administrativa-pastoral foi, em linhas gerais, dedicada à fundação de pastorais e movimentos e aos primeiros passos para o estabelecimento de uma catequese no local, que acontecia nos colégios da cidade, dado que a paróquia ainda não possuía infraestrutura adequada. Pe. José traçou planos a longo prazo para a construção de um Centro Catequético-Pastoral e de um templo com capacidade para abrigar a todos os fiéis da Paróquia São Domingos Sávio. Durante sua gestão, tendo em vista a extensão territorial da cidade, a comunidade católica do Riacho Fundo I foi dividida em duas paróquias: a já existente São Domingos Sávio, e, onde havia sido instalada uma capela, foi fundada uma nova paróquia, dedicada a São Miguel Arcanjo, cujo primeiro pároco fôra o Pe. Zacarias, que, enquanto era diácono, auxiliara o Pe. José na Paróquia São Domingos Sávio e na Capela São Miguel Arcanjo. Em fevereiro de 2003, por problemas de saúde, Pe. José foi transferido para São Paulo, vindo a falecer em 15 de dezembro do mesmo ano, perda lamentada pela comunidade, que ainda reza por ele, referência que foi de fé e dedicação.

Pe. Edvaldo Batalha de Souza  foi nomeado como Administrador Paroquial, sob delegação do Arcebispo de Brasília, o Cardeal Dom José Freire Falcão, devido à transferência do Pe. José. Nesta nova gestão, foram criadas novas pastorais e iniciaram-se as obras do Centro Catequético-Pastoral sonhado pelo primeiro pároco, Pe. José. Pe. Batalha, como ficou conhecido, era estudioso na área de música, tendo inclusive recrutado pessoas e formado um coral na paróquia. Ficou à frente da comunidade até 2005, quando solicitou à Arquidiocese de Brasília que pudesse continuar sua pesquisa acadêmica na Alemanha. O pedido foi atendido e, na ocasião, assumiu por alguns meses como Administrador Paroquial o Pe. José Luiz Fontenelle, até a disponibilidade de outro padre que pudesse ser dirigente exclusivo da Paróquia São Domingos Sávio. Foi nesta época que foi instalado o CPP (Conselho Paroquial de Pastorais), instância prevista no Código de Direito Canônico da Santa Sé, formado pelos dirigentes de todas as pastorais e movimentos que compõem a Paróquia.

Pe. Everaldo Bispo da Silva, que tivera sua ordenação sacerdotal no ano anterior e que fora vigário na Paróquia São José Operário, em Sobradinho II – DF, foi empossado como pároco em 22 de dezembro de 2005 pelo então Arcebispo de Brasília, Dom João Braz de Aviz. Pe. Everaldo deu continuidade ao trabalho iniciado pelos seus antecessores: as atividades pastorais e catequéticas da paróquia e o início da construção do Centro Catequético-Pastoral, financiado pela própria comunidade por meio da realização de eventos e da instituição, em 2009, de um carnê de contribuições mensais. A obra do Centro Catequético avançou e, em outubro de 2009, foi inaugurada a primeira etapa da construção: um salão no térreo do edifício, que a partir de então passou a sediar as missas da comunidade, antes celebradas em um barracão de madeira. Pe. Everaldo foi transferido pelo Arcebispo de Brasília para assumir a Paróquia São João Evangelista, em Samambaia – DF em 4 de dezembro de 2010.

Pe. Geraldo Barbarah de Mello tomou posse como pároco em missa solene celebrada por Dom João Braz de Aviz no dia 28 de janeiro de 2011. Pe. Geraldo também se esforçou pela finalização das obras do Centro Catequético-Pastoral, realizando eventos e tornando conhecida no Riacho Fundo I a Festa do Padroeiro São Domingos Sávio, com barraquinhas de comidas típicas, música e muita animação.

Pe. Rafael Souza dos Santos foi nomeado pároco em dezembro de 2015, quando ainda era vigário da paróquia São José Operário, na Candangolândia. Pe. Rafael tomou posse no dia 6 de fevereiro de 2016, em celebração presidida por Dom José Aparecido. Com a posse do novo pároco, os limites da paróquia foram ampliados, com a entrada da Capela Santos Anjos da Guarda, na QN 1, antes administrada pelos salesianos da Paróquia São João Bosco, do Núcleo Bandeirante. No dia 12 de fevereiro de 2016, a Paróquia São Domingos Sávio foi ampliada mais uma vez, pela necessidade dos moradores da Colônia Agrícola Sucupira, no Riacho Fundo I. Nesta data, foi fundada uma nova capela, dedicada a São Rafael Arcanjo.

Graças à motivação do Pe. Rafael e ao empenho das três comunidades que constituem a paróquia, as obras do Centro Catequético-Pastoral estão em estágio bastante avançado, com previsão de conclusão na Festa do Padroeiro, em maio de 2018. Hoje, a Paróquia São Domingos Sávio está em processo de franco crescimento: foi construída a casa paroquial, foram reformadas as instalações do Centro Catequético da Capela Santos Anjos da Guarda, foi levantada a tenda para celebração das missas na Capela São Rafael Arcanjo. Após a iminente conclusão do Centro Catequético-Pastoral, os paroquianos voltarão seus esforços para a construção do templo da matriz para as celebrações eucarísticas e de todos os sacramentos.

A Paróquia é a única em toda a Arquidiocese de Brasília dedicada a São Domingos Sávio.