Pastoral prepara cristãos para receberem o sacramento do Batismo

O batismo é um sacramento instituído por Cristo e que dá aquele que o recebe a graça e a benção de entrar para a vida cristã e ser reconhecido como filho de Deus.

Ao ser batizado, elimina-se a mancha do pecado original que todo ser humano herda de Adão e Eva, passando a viver uma nova vida marcada pela presença do Espírito Santo de Deus.

Para receber este sacramento e todos os benefícios que ele oferta, é preciso passar por uma preparação, e para isso a Igreja conta com o auxílio da Pastoral do Batismo.

Presente em todas as paróquias, a Pastoral do Batismo é formada por fieis leigos engajados, denominados de agentes, que promovem a acolhida, o preparo e o acompanhamento daqueles que vão apadrinhar ou que querem batizar os filhos, ou mesmo de adultos queiram receber este sacramento, como enfatiza abaixo o padre Carlos Carvalho, da paróquia São Judas Tadeu, na Asa Sul.

“Pastoral do Batismo é um serviço de acolhida de todos aqueles fiéis que pede que seja ministrado este sacramento para seus filhos ou para si mesmo. Essa acolhida inclui uma preparação dos pais, padrinhos e todos envolvidos no processo”.

Veja a explicação do padre Carlos Carvalho logo abaixo.

Ao agente, cabe esclarecer a importância deste sacramento, que é a chave da porta da salvação, por isso os encontros devem ser preparados baseados no Diretório de Sacramentos da Arquidiocese de Brasília e das normas gerais da Igreja.

No programa de Dom Sergio da Rocha, que vai ao ar neste domingo, pela Rádio Nova Aliança, o arcebispo agradeceu a todos os agentes de Pastoral de Batismo pelo serviço prestado e convocou o recrutamento de mais agentes.

“Tem muita gente em nossa Igreja trabalhando na Pastoral do Batismo, mas precisamos de mais gente ainda. Quero agradecer a você que se dedica a este serviço tão valioso que é a Pastoral do Batismo, mas quero pedir mais gente ainda trabalhando e colaborando”.

Para concluir, Dom Sergio agradeceu, mais uma vez, e pediu que os fieis valorizem o batismo, e que encaminhem aquele parente ou conhecido, que não é batizado para Igreja, mais especificamente, para a Pastoral do Batismo.

“Vamos agradecer a Deus pela graça e pelo batismo que nós recebemos, pelo batismo de tantas outras pessoas. E vamos valorizar o sacramento do batismo em nossas vidas e na vida dos nossos irmãos. E se na sua casa tem uma criança que não foi batizada, ou até mesmo um adulto, procure a ajuda da Igreja para que ela seja encaminhada para a celebração do batismo, e que ela possa ter a graça da vida nova”, arrematou o arcebispo.

Caso tenha interesse em atuar como agente da Pastoral do Batismo, procure o seu pároco e solicite o seu ingresso na equipe paroquial.

O padre vai avaliar o pedido de acordo com as exigências descritas no Diretório dos Sacramentos da Arquidiocese de Brasília, que aconselha que os agentes de Pastoral de Batismo sejam católicos praticantes, de conduta ilibada e estejam devidamente preparados, trabalhando em sintonia com a Pastoral Familiar, a Catequese paroquial e em comunhão com a comunidade.

Sendo aceito, o novo agente deve passar por uma formação que é preparada pela Comissão Arquidiocesana da Pastoral do Batismo, que capacita o participante em relação às normas da Igreja e ao atendimento dos fieis.

Para outras informações ou dúvidas, procure a paróquia mais próxima de sua casa.

 

Texto: Gislene Ribeiro

Vídeo e fotografia: Produção e edição Pollianna Carla

2020-01-11T07:09:09+00:0011/01/2020|