Santo Alberto Magno, bispo e doutor da Igreja

 

Alberto nasce na Alemanha, em 1206, filho de uma família nobre e com uma importante tradição militar, mas sobretudo cristã. Desde muito cedo demonstrou uma grande piedade e foi um estudante brilhante. Alberto foi enviado ainda jovem para completar os seus estudos em Pádua. Durante este período na Itália tem contato com os padres Dominicanos, descobrindo sua vocação. Por volta do ano 1229 professa seus votos como frade da Ordem dos Pregadores, recebendo o hábito das mãos do sucessor de São Domingos, Beato Jordano da Saxônia.

Em Paris, onde ocupou por algum tempo a cátedra de teologia, conheceu o seu aluno mais talentoso, Tomás de Aquino, que o acompanhou mesmo quando Alberto retorna à Alemanha. Juntos, Alberto e Tomás, se dedicam aos estudos, produzindo diversas obras. Devido seu aguçado zelo pela Ordem, fez com que fosse escolhido como Provincial da Ordem na Alemanha.

No ano de 1260 foi eleito bispo de Regensburg, regendo a diocese por dois anos, tendo pedido a exoneração do cargo, voltou a viver no convento de Wurzburg e a ensinar em Colônia. Alberto Magno falece em Colônia no dia 15 de novembro de 1280. Foi canonizado em 1931, pelo Papa Pio XI, recebendo o título de Doutor da Igreja.

Santo Alberto foi um homem que buscou, em meio aos estudos, um profundo conhecimento Cristo. Foi homem de sincera humildade e de reta obediência. Supliquemos hoje a sua intercessão, para que saibamos ser dedicados na busca pelo conhecimento de Cristo e tenhamos um coração sedento em anunciar as suas maravilhas aos irmãos e irmãs.

Rezemos de modo muito especial por todos que se dedicam aos estudos, para que, a exemplo de Santo Alberto Magno, encontrem a sabedoria necessária para ver a beleza de Cristo nas coisas simples e ajudem os outros a terem a mesma experiência.