Solenidade de Corpus Christi na Catedral de Brasília

Na manhã ensolarada desta quinta-feira, 3 de junho, Brasília em meio a pandemia celebra a Solenidade de Corpus Christi, mais uma vez não podendo ser celebrada ao ar livre na Esplanada dos Ministérios como de costume, na Catedral de Brasília, nosso bispo auxiliar dom Marcony celebrou a missa solene.

Foto: Ed Alves

 

Na saudação inicial, dom Marcony, após a invocação da Santíssima Trindade, saúda os fiéis que acompanham a missa pelos meios de comunicação s e convida a comunidade para celebrar com fé a festa do “CORPO, SANGUE, ALMA e DIVINDADE DE NOSSO SENHOR JESUS CRISTO”.
Em sua homilia, o bispo nos fala que “a igreja mãe e mestra nos ensina que Jesus está totalmente presente em seu corpo, alma e divindade nas espécies consagradas e em cada celebração eucarística, em cada missa ele se faz presente com sua doação, com seu sangue com sua entrega, com sua morte em favor de nós para a remissão de nossos pecados…”.

Foto: Ed Alves

Após a comunhão, o Santíssimo Sacramento foi exposto para adoração e na sequência, nosso bispo caminhou com Jesus Eucarístico até a entrada da Catedral ao qual abençoou a nossa cidade.
A comunidade católica de Brasília  está sentindo falta do momento alegre e dinâmico de construir o tapete, de caminhar ao lado de Jesus, enfim, “sentindo falta da missa Campal” segundo Leonardo (chefe do grupo de escoteiros católicos São Domingos Sávio da Paróquia São Paulo Apostolo do Guará, frequentadores desde 2017); como tudo tem o seu lado positivo: a família do Ricardo Marques da Paróquia Cristo Redentor em Taguatinga Norte, participou hoje pela primeira vez da Santa Missa na Catedral, assim como a família do Gabriel Rodrigues da Paróquia São José em sobradinho II que preferiram vir participar da Solenidade de Corpus Christi na Catedral Metropolitana de Brasília.
Entenda Corpus Christis
Solenidade de Corpus Christi (Corpo de Cristo), o que é isso? Por que isso? É uma festa que a Igreja católica faz todos os anos na primeira quinta-feira após a celebração da Santíssima Trindade para Adorar e Exaltar Jesus Cristo na Eucaristia. Essa data foi criada em 1264 pelo papa Urbano IV, com o tempo passou-se a fazer um tapete colorido com serragem, pó de café, trigo e outros elementos para que a procissão com Jesus no ostensório passasse por cima, o tapete é sempre decorado com os símbolos da Igreja como o cálice, a pombinha, a ambula, entre outros.
Pascom Brasília.
2021-06-04T23:07:34-03:0003/06/2021|