Reza do santo terço reúne fiéis na Catedral de Brasília na tarde da Festa de Aparecida

Celebrando a Festa de Nossa Senhora Aparecida (12/10), Padroeira do Brasil e de Brasília, às 15h ,foi rezado o Terço na Catedral Metropolitana de Brasília e na sequência cantou-se o Ofício de Nossa Senhora.  Padre João Firmino, pároco da Catedral foi quem conduziu o Terço.


Contemplando os Mistérios Gozosos, as pessoas presentes rezaram com fervor pedindo à Virgem os seus favores ou agradecendo por graças alcançadas, num clima de oração e sintonia com Deus por intermédio da Mãe Aparecida, entre Pai Nosso, Aves Marias e os cantos, a paz se fazia presente na nave.

Rosário e Terço

O termo “rosário” pode ter origem no costume de, em alguns lugares, o povo oferecer coroas (guirlandas) de rosas à sua rainha. Os cristãos transferiram então a Maria, a rainha do céu e da terra: oferecer-lhe uma coroa de 150 rosas – Ave-Marias. Dividido em três partes, surgindo o terço. “Cada dez Ave-Marias, um fato da vida de Jesus e de Maria: cinco fatos da infância: mistérios da alegria (gozosos); cinco fatos da dor, da paixão e morte (dolorosos); cinco da vitória de Cristo e da participação de Maria nela (gloriosos)”.

São João Paulo II, acrescentou cinco mistérios da luz (luminosos) em outubro de 2002. O rosário passa a ter assim, 200 Ave-Marias (duzentas rosas) e cada série de cinco mistérios passa a ser um quarto. Mas, por tradição, continua-se falando em rezar um terço ou um rosário.

HISTÓRIA DO OFÍCIO

O Ofício da Imaculada Conceição foi escrito em latim no século XV, pelo monge franciscano Bernardino de Bustis na Itália. Foi aprovado pelo Papa Inocêncio XI em 1678, e enriquecido pelo Papa Pio IX em 1876, após ter sido definido como Dogma de fé a doutrina da Imaculada Conceição na Bula “Ineffabilis Deus”, em 8 de dezembro de 1854.

Trazido para o Brasil pelos portugueses se tornou praticamente um patrimônio de fé do povo brasileiro. “Uma antiga tradição diz que Nossa Senhora se ajoelha no Céu quando alguém na terra reza o Ofício”.

É uma oração considerada longa, no entanto algumas pessoas rezam diariamente ou no dia de sábado. Os textos e as louvações feitas à Mãe de Deus, são baseados nas referências da Sagrada Escritura fazendo comparação a Nossa Senhora, expressões como: “velo de Gedeão”, “estrela de Jacó”, “trono de Salomão”, “torre de Davi” entre outras.

O Ofício pode ser rezado a cada três horas, ou de uma só vez. Podendo também ser cantado.

“Eu já conheço o Ofício já tem um tempo e desde que ouvi pela primeira vez eu me apaixonei pois são versos cantados. E a partir de hoje rezando aqui na Catedral, que é a primeira vez que venho rezar o Ofício aqui, eu tive uma certeza muito forte no meu coração, que a partir de agora eu vou rezá-lo sempre, inclusive em casa”, explica Dona Magnólia Moura que participou do Terço e Ofício.

 

Texto: Cleides Batista

Fotos: Pascom Brasília

2020-10-12T16:59:00-03:0012/10/2020|