Tradição para o Clero de Brasília: pastoral presbiteral reúne padres de 11 a 20 anos de ordenação

            “Os presbíteros […] estão unidos entre si numa íntima fraternidade sacramental.” (PO 8, Vaticano II) Aconteceu na última quarta-feira (14), o Encontro dos Padres entre 11 e 20 anos de ordenação. O encontro foi realizado na Paróquia Nossa Senhora da Esperança, Asa Norte e contou com a acolhida do Padre Geraldo Cardoso, pároco da paróquia.

Essa experiência de reunir os padres segundo a faixa etária já é um costume bastante significativo para o clero da Arquidiocese de Brasília há vários anos. A ocasião abre espaço para a partilha fraterna, troca de conhecimento, convívio e proximidade com o pastor. O encontro sempre tem a presença do Arcebispo e, Dom Paulo Cezar esteve presente escutando os padres e os acompanhando com suas reflexões sobre as mais diversas temáticas que envolvem a vida do presbitério.

Um dos sacerdotes presentes no encontro foi o padre Ricardo Ferreira, Pároco da Paróquia São José Operário, na Asa Norte. Padre Ricardo completará, esse ano, 12 anos de ordenação e está entrando para as reuniões desta faixa etária. Padre Ricardo partilha que “o momento de encontro foi frutuoso, edificante e que muito colaborou para o ministério sacerdotal.” Atento as palavras de Dom Paulo, o padre afirmou que: “o clima foi de fraternidade, serenidade e transparência, tanto para os padres, como para nosso pai e pastor, Dom Paulo. Como nosso bispo dizia, essa turma já está numa fase em que colheu muitas experiências no ministério e, por isso, pode ter muitas trocas de resultados para o crescimento mútuo. Foi muito bonito escutar os irmãos sacerdotes na diversidade de carismas e dons.” A conclusão que padre Ricardo tirou dos frutos do encontro pode ser resumida pela afirmação do mesmo: “Quando temos um presbitério unido em torno do nosso pastor e que se quer bem e que se amam, como diz a Sagrada Escritura, nosso presbitério é mais forte e mais bonito.”

Outro presbítero que esteve presente é o Padre José Vicente. Ele é pároco da Paróquia Nossa Senhora Aparecida, no Contagem em Sobradinho e, também, é o coordenador da pastoral presbiteral da Arquidiocese de Brasília. Por conta desta incumbência, padre Vicente tem tido contato com todas as faixas etárias de sacerdotes e com as mais variadas situações que envolvem o clero de Brasília. O padre partilha que “foi uma manhã muito valiosa e motivadora para todos os Padres entre 11 e 20 anos de sacerdócio. Dom Paulo apresentou as razões e as motivações para estes encontros acontecerem. Foi uma das experiências dos últimos meses mais significativas para o nosso Clero.  Onde os Padres partilharam as suas experiências de ministério sacerdotal, humanas, de vida pastoral e espiritual.” Sobre a Pastoral Presbiteral, o padre afirma: “vamos exercitando a pastoral presbiteral, que tem como objetivo integrar experiências, esforços e dar oportunidades para o conhecimento e crescimento dos sacerdotes nas suas várias dimensões humanas: pessoal, comunitária, espiritual, intelectual e pastoral.” Padre Vicente conclui com sua impressão pessoal que “para mim, foi um encontro motivador e restaurador para a vida pessoal e ministerial.”