UMA PALAVRA AOS PROFISSIONAIS DA SAÚDE

Nesses dias em que estamos enfrentando a pandemia da Covid-19, nós somos chamados a reconhecer que os médicos, os enfermeiros, e tantos outros profissionais da saúde, estão trabalhando sem parar, e até mesmo, além do seu turno de trabalho, para oferecer um atendimento de qualidade aos pacientes infectados, buscando novos tratamentos, pesquisando uma vacina, ou um remédio, que controle esse vírus e o avanço da doença. Diante desse trabalho que parece ser infindável, nós podemos afirmar, sem sombra de dúvida, que os médicos e os profissionais de saúde estão na linha frente de uma grande guerra, vestindo o branco que nos transmite a ideia de higiene, pureza e limpeza, lutando, com as limitadas armas que possuem, contra um inimigo que ainda é pouco conhecido.

Penso que, mais do que nunca, os médicos e os profissionais de saúde estão, silenciosamente, tendo a oportunidade de testemunhar que o serviço à vida define a medicina, salvaguardando-a como um dom, vigiando e cuidando, a fim de que a vida cresça e se desenvolva em todo o arco da existência. Escutando o pedido de socorro dos que sofrem, os profissionais de saúde estão exercendo as atitudes samaritanas do ver, sentir compaixão e cuidar, testemunhando os sinais do compromisso da caridade para com o próximo.

O espírito de serviço é o motor que impulsiona o trabalho dos profissionais da saúde, fazendo com que o paciente, o doente, não seja apenas um indivíduo anônimo ou uma enfermidade, mas um ser humano que precisa ser reconhecido em sua dignidade. Por isso, é parte integrante do serviço da medicina o ofício de ser guardião da vida, que é o nosso bem maior. O objetivo principal dos médicos é sempre curar e melhorar a qualidade de vida do paciente, buscando a excelência na defesa e valorização da vida. Na realização desse ideal, eles exercem atos inimagináveis de bravura e de compaixão, alimentados pelo desejo instintivo de ajudar a quem precisa.

Para que os profissionais de saúde possam devolver o seu serviço com qualidade, eles precisam dos equipamentos de proteção individual, mas nem sempre esses equipamentos estão disponíveis, e mesmo assim os médicos desempenham o seu trabalho humanizado, cuidando das relações interpessoais que contribuem para a saúde e o bem-estar dos pacientes.

Visando expressar os sinais da humanização do serviço, muitos profissionais da saúde ao redor do mundo estão colando em seus jalecos, e nas roupas hospitalares, uma foto de si mesmos com o intuito de amenizar o medo dos pacientes que foram contaminados pelo novo coronavírus, pois, devido à gravidade da doença, eles precisam usar máscaras e roupas que escondem os seus rostos e impossibilitam o contato.

Apesar de todos os cuidados que estão sendo tomados, nós temos conhecimento de que centenas de profissionais da saúde foram infectados pela Covid-19 no desenvolvimento do seu trabalho. Infelizmente, alguns faleceram em função das complicações dessa doença. Esses profissionais que morreram na luta contra essa pandemia testemunharam, por meio da medicina, que não há maior amor do que dar a vida pelo próximo.

Nos momentos de cansaço e de dificuldades, quando parece que todo esforço é insuficiente, os profissionais de saúde devem escutar as palavras do Papa Francisco que nos diz: “Abrace o Senhor para abraçar a esperança. Essa é a força da fé, que liberta o medo e dá esperança”. (Momento Extraordinário de Oração em 27 de março de 2020). Diante da desesperança dos enfermos que não vislumbram sinais de melhora na saúde, os profissionais de saúde podem acalmar o doente, afirmando: Não tenha medo, pois “todas as doenças serão curadas. ‘Mas são muitas’, dirás. Mais poderoso é o Médico. Para o Todo Poderoso, não há doença incurável; limita-te a deixar-te curar, coloca-te nas Suas mãos”. (Santo Agostinho, Comentário ao Salmo 102).

Por tudo o que estão realizando em prol da medicina e da cura das doenças das diversas enfermidades, garantindo esse serviço essencial à sociedade, os profissionais da saúde podem ser considerados os grandes heróis desses nossos dias. Os heróis de todas as horas que não estão poupando generosidade, e nem mesmo sacrifícios e renúncias, a fim de permanecerem na linha de frente no combate dessa pandemia.  A todos esses profissionais da saúde nós devemos nossas orações, apreço e simpatia por nos ajudarem a acreditar que dias melhores virão. Um sinal de nossa gratidão a esses profissionais deve ser sempre a escuta e obediência das orientações das normas de isolamento social pedidas pela Organização Mundial da Saúde.

A todos os dedicados profissionais da saúde o nosso muito obrigado pelo cuidado, zelo e dedicação à vida; nosso muito obrigado pelo empenho cotidiano na luta contra a Covid-19. Que o Cristo, o Médico por excelência, os ilumine sempre no serviço e na dignidade da sua profissão, concedendo-lhes força, sabedoria e esperança. Que a Virgem Santa Maria, saúde dos enfermos, oriente o seu caminho e lhes conceda a sua poderosa intercessão na luta constante em prol da vida e no testemunho da solicitude e do amor ao próximo até ao extremo das forças e, por vezes, até ao sacrifício da própria vida. A todos vocês, médicos e profissionais da saúde, a nossa saudação afetuosa juntamente com a nossa eterna gratidão. Que Deus os recompense por todo o serviço realizado em benefício da vida!

Aloísio Parreiras

2020-05-05T14:51:51-03:0005/05/2020|