VEM E SEGUE-ME!

No desenvolvimento de nossas vidas, muitas vezes nós pensamos que temos controle sobre todas as coisas que se referem ao nosso ser. Gastamos tempo, energia, conhecimentos e muitas outras coisas, imaginando que temos domínio sobre a nossa existência e o nosso futuro. Para a nossa surpresa, quando tudo parece estar mais que planejado e organizado, o próprio Cristo se apresenta de forma misteriosa em nossas vidas e nos sussurra ao ouvido:  “Se queres ser perfeito, vai, vende os teus bens e dá aos pobres, e terás um tesouro nos céus. Depois, vem e segue-me!” (Mt 19,21).

De imediato, no primeiro momento, o chamado de Cristo gera em cada um de nós inquietações e dúvidas: O que será que o Senhor quer de mim? Será que eu não sou tão bom quanto eu imaginava ser? Será que Cristo não percebe que eu sei o que devo fazer para ser feliz? Estas inquietações são parte integrante do chamado, mas temos que vencê-las com um passo a mais, professando que o Cristo sabe o que é melhor para nós.

O que não pode e nem deve acontecer é que, enraizados no orgulho e na soberba, cercados pelas dúvidas, nós tentemos convencer ao Cristo que o momento em que Ele nos chama não é o melhor tempo e nem o melhor momento para segui-Lo. Se não cuidamos, podemos até dizer ao Cristo: “Mestre, eu te seguirei aonde quer que Tu vás” (Mt 8, 20), mas, ao mesmo tempo, em nossa insanidade, nós podemos solicitar: Senhor, permite que primeiro eu termine minha faculdade, passe em um bom concurso, obtenha um bom emprego público e então, estarei disponível para Te seguir.

Diante da nossa aparente indecisão, Cristo nos dirá com amor: Deixa que as águas do rio encontrem o mar. Deixa que a semente germine silenciosamente no útero da terra para que, em breve, possa produzir bons frutos. Deixa que a lagarta, por meio da metamorfose, se transforme em uma bela borboleta. Deixa que os peixes enfrentem a piracema para se reproduzirem. Deixa que os doces e saborosos frutos das mais diversas árvores alimentem os seres humanos, as aves do céu e todos os outros animais. Mas a ti, Eu só peço duas coisas: Confia em Mim!   Vem e segue-me!

Vem e segue-me! Palavras simples, diretas e objetivas. Palavras questionadoras e reveladoras. Por meio destas palavras, um singular chamado foi ouvido, em um belo e esplendoroso dia, no fundo dos nossos corações. Cada um escutou o chamado de uma forma única e em circunstâncias diversas, mas, para todos nós, este chamado teve um ponto em comum: foi o nosso amado Redentor que veio ao nosso encontro, sacudiu a nossa comodidade, modificou os nossos planos de futuro e disse: Vem e segue-me!

Quando dizemos sim ao chamado de Cristo, quando nos entregamos sem reservas ao Seu amor, quando permitimos que Ele nos conduza em direção ao rumo certo, nós percebemos que Jesus “nos escolheu antes da criação do mundo, para sermos santos e irrepreensíveis diante de Seus olhos”. (Ef 1,4).

Amigo leitor, se hoje, neste exato momento, Cristo está lhe chamando ao Seu seguimento, eu lhe peço: não se oponha ao Seu chamado, não responda negativamente ao convite do Senhor, pois somente n’Ele podemos encontrar a beleza do amor e da verdade. Vivenciar a Verdade e o pleno Amor requer disponibilidade para renovar nossos encontros com Deus, renovar nossa fé, revigorar nossa santidade e requer, ainda, a nossa disponibilidade para sofrer, pois os pequenos e os grandes sofrimentos deixam de ser cargas e passam a ser instrumentos de salvação quando notamos que, pelo sofrimento, somos próximos ao nosso Salvador.

Quando aprofundamos nosso caminho de seguimento ao Senhor, adquirimos a consciência de que seguir a Jesus exige conhecer a Pessoa de Jesus, conhecer o Mistério da Salvação, conhecer o Mistério do Deus humanado. Consequentemente, não podemos ficar parados, limitados ou superficiais no terreno da fé. Temos, sim, que reafirmar nosso amor pelo Senhor, entregar, sem reservas, nossa vida em Suas mãos e Lhe dizer: Cristo, eu quero te servir em todos os dias de minha vida.

Reconhecendo as boas disposições em nosso íntimo, Cristo nos dirá: “Quem quiser pôr-se ao Meu serviço, que Me siga!” (Jo 12, 26). E nós Lhe diremos: Senhor, eu quero Te servir! Senhor, eu quero Te seguir!  Envia-me, Senhor, às messes que anseiam pela Tua Palavra! Coloca em meu caminho, Senhor, as pessoas que eu preciso ajudar nesta nossa caminhada até o céu! Que eu seja fiel, Senhor, em todas as coisas e que eu consiga passar pelo mundo fazendo o bem!

Neste caminho da fé, neste caminho de seguimento ao Cristo, temos uma protetora insuperável, temos a melhor guia, Maria, a Mãe dos caminhantes. Confiemos-lhe o nosso itinerário de seguimento ao Cristo! Que a Virgem Maria, Mãe dos seguidores do Cristo, ajude todos nós a responder com generosidade, com renovado entusiasmo e com amor, ao convite de Cristo: vem e segue-me!

Então, unidos com Cristo e com Nossa Senhora, seremos o sal da terra, a luz do mundo, os apóstolos do novo milênio, as testemunhas da infinita misericórdia de Deus e os fiéis seguidores da Verdade que se empenham na construção de um mundo novo.  Cristo, envia-me! Aqui estou, Senhor, porque me chamaste!

Aloísio Parreiras
2020-06-30T15:01:44-03:0030/06/2020|